Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Apresentação
Início do conteúdo da página

Apresentação

Criado: Quarta, 03 de Fevereiro de 2016, 11h49 | Última atualização em Sexta, 24 de Março de 2017, 15h18
Plano de Expansão da Rede Federal

Em 2006, por meio do Programa de Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, foi criada a Unidade de Ensino Descentralizada (Uned) de Inhumas, hoje Câmpus Inhumas. Na segunda fase de expansão, iniciada em 2007, sob o tema: “Uma escola técnica em cada cidade polo do país”, foram implantadas mais 150 novas unidades de ensino, totalizando a criação de 180 mil vagas ofertadas na educação profissional e tecnológica e chegando hoje a mais de 350 unidades instaladas em todo Brasil. 

O IFG contava apenas com duas unidades (Goiânia e Jataí), até o ano de 2006, e com a expansão chegou aos atuais 14 câmpus, em 2016, distribuídos em todo estado de Goiás. 

Para consolidar ainda mais o processo de evolução da educação profissional tecnológica no país e atingir condições estruturais necessárias ao desenvolvimento educacional e socioeconômico, os Centros Federais de Educação Tecnológica foram elevados à categoria de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, no final de 2008. 

A continuidade desse projeto resultou na implantação de mais cinco câmpus, dois no segundo semestre de 2008 (Itumbiara e Uruaçu) e três no primeiro semestre de 2010 (Anápolis, Formosa e Luziânia). Logo no início, a população das cidades foi contemplada com cursos técnicos e superiores na área tecnológica, o que levou desenvolvimento e mais qualificação aos profissionais da região. 

Dando continuidade ao Plano de Expansão da Rede Federal, em 2012, o IFG implantou mais dois câmpus, em Aparecida de Goiânia e cidade de Goiás. E no ano de 2014, foram instalados mais quatro câmpus (Goiânia Oeste, Águas Lindas de Goiás, Senador Canedo e Valparaíso), chegando aos 14 câmpus que o IFG possui hoje. 

Os Institutos Federais prestam serviço à nação ao qualificar profissionais para os diversos setores da economia brasileira, realizam pesquisas e desenvolvem novos processos, produtos e serviços em colaboração com o setor produtivo. O IFG vai continuar mantendo a tradição da Escola Técnica Federal de Goiás e do CEFET Goiás de oferecer educação pública, gratuita e de qualidade para os jovens e os trabalhadores do Estado.

 

Mais informações acesse a página eletrônica da Rede Federal, no site do Ministério da Educação (MEC)

Fim do conteúdo da página