Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Comissões > Comissão Própria de Avaliação
Início do conteúdo da página

Comissão Própria de Avaliação

Criado: Quarta, 16 de Março de 2016, 12h29 | Última atualização em Segunda, 22 de Outubro de 2018, 18h09

Processo de Autoavaliação

A autoavaliação é uma importante ferramenta para gestão, propiciando-lhe a criação de instrumentos e conhecimentos que embasam a tomada de decisão, na perspectiva da manutenção e/ou, da melhoria da qualidade da administração, da pesquisa, do ensino e da extensão.

 

Etapas da autoavaliação

A implantação de um processo de autoavaliação que seja permanente e culturalmente aceita, instalada e vivenciada cotidianamente pelos integrantes de uma instituição é um importante passo no processo de tomada da responsabilidade da comunidade acadêmica em relação ao desenvolvimento da Instituição. Portanto, há que se realizar de forma democrática, de participação voluntária, incentivada por um processo de sensibilização que busque o envolvimento da comunidade acadêmica em todas as etapas da autoavaliação e suas ações avaliativas.

Etapa 1 – Planejamento

A autoavaliação institucional deve ser executada de acordo com um projeto de avaliação, com a definição da metodologia, dos recursos e do cronograma das ações avaliativas.

Etapa 2 – Sensibilização

A sensibilização da comunidade acadêmica pode ser desenvolvida por meio da realização de seminários internos, tendo como produto acadêmico a publicação de artigos a serem socializados ao público interno e externo. Essa etapa constitui-se de crucial importância para a constituição de uma cultura de participação ativa e expressiva de toda a comunidade acadêmica nas várias etapas do processo de autoavaliação.

Etapa 3 – Desenvolvimento

Esta etapa consiste na concretização das ações avaliativas planejadas. Pela legislação vigente, apenas os campi que oferecem cursos de graduação precisam realizar avaliações institucionais. No IFG, o processo de autoavaliação será desenvolvido em toda a Instituição nos campi , visando possibilitar que a avaliação seja um instrumento de gestão a ser efetivamente utilizado para o planejamento estratégico da Instituição.

Etapa 4 – Consolidação

A etapa de consolidação consiste na elaboração dos Relatórios de Autoavaliação Institucional e por câmpus, na sua ampla divulgação e na avaliação crítica de todo o processo.

Etapa 5 – Meta-Avaliação

Consiste na reflexão sobre questões relacionadas à importância e à utilização das informações geradas pelo processo avaliativo, a efetividade, qualidade e credibilidade das autoavaliações, bem como a análise das estratégias para a divulgação, acesso aos seus resultados e acompanhamento das ações decorrentes das avaliações internas e externas.

Conheça, na íntegra, o Plano de autoavaliação do IFG (2017/2 a 2019/1)

Fim do conteúdo da página