Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Saúde

Prevenção contra o câncer é assunto em Roda de Conversa

Criado: Sexta, 20 de Outubro de 2017, 10h54 | Última atualização em Sexta, 27 de Outubro de 2017, 11h38

A ação faz parte da campanha nacional Outubro Rosa e Novembro Azul

Foi realizada ontem, dia 19 de outubro, uma conversa entre servidores, estudantes e profissionais de saúde a respeito da prevenção contra o câncer de próstata, de colo de útero e de mama. A atividade foi uma parceria entre a Comissão Organizadora do IFG e a Secretaria de saúde dentro da programação de ações desenvolvidas nos meses de outubro e novembro, denominados rosa e azul respectivamente, para prevenção dos principais tipos de câncer que acometem mulheres e homens.

O urologista Paulo Tadeu Machado abordou quais são os sintomas e como é o diagnóstico e tratamento do câncer de próstata, que tem grande chance de cura se combatido no início. “Esse é a segunda maior causa de morte por câncer na população masculina, a prevenção é a melhor arma que nós temos para reverter essa estatística”. O médico também informou que todo homem, a partir dos 45 anos, deve se submeter aos exames preventivos e que ele atende os interessados na prevenção toda sexta-feira no Hospital São Pedro.

O câncer de colo de útero, terceiro tipo de tumor mais recorrente entre as mulheres, foi destacado pela enfermeira Shirley Gomes Leite que trabalha cotidianamente no Posto de saúde do setor Aeroporto em ações de prevenção. “A detecção do câncer de colo de útero é feito pelo exame papanicolau que é realizado gratuitamente em qualquer unidade básica de saúde”. Ela também informou sobre a campanha de vacinação contra o HPV, vírus causador desse tipo de câncer, realizada para meninas entre 09 e 14 anos e meninos entre 11 e 14 anos.

“Aproximadamente 80% dos tumores de mama são descobertos pela própria mulher ao realizar o autoexame”, afirmou Haiana Ribeiro, médica clínica geral que trabalha diretamente na prevenção ao câncer de mama. Ela também destacou quais são as principais possíveis causas desse tipo de câncer e o que pode ser feito para evitar a doença.

O público presente teve a oportunidade de tirar dúvidas a respeito do assunto: sobre a influência do cigarro e da bebida alcoólica no desenvolvimento do câncer; dos exames de diagnóstico e de como é feito o atendimento médico nos postos de saúde do município. O recado final da enfermeira Shirley Leite a todas as mulheres foi o seguinte “Vamos conhecer nosso próprio corpo, visualizá-lo no espelho, verificar se existe algum tipo de alteração, pois é esse autoconhecimento a maior prevenção que leva às melhores chances de cura do câncer”.

 

Comunicação Social/câmpus Cidade de Goiás

 

 

 

 

 

Fim do conteúdo da página