Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Extensão

Alunos do FIC de Produção de Texto alcançam notas muito acima da média na Redação do Enem

Criado: Quarta, 21 de Fevereiro de 2018, 17h27 | Última atualização em Quarta, 28 de Março de 2018, 13h58

 Dos 32 alunos matriculados no curso, 26 tiveram notas acima de 700 na Redação e, entre eles, 13 alcançaram notas a partir de 800 pontos

 

O chamado "espelho das redações" do Exame Nacional do Ensino Médio 2017 (Enem) será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apenas no dia 19 de março. No "espelho", que é a cópia digitalizada do texto escrito pelos candidatos na prova, os estudantes podem ver a nota e a justificativa atribuída pelos corretores a cada uma das cinco competências avaliadas na redação.

No Enem 2017, a nota média da redação foi de 558 pontos. Mas a turma do curso FIC (Formação Inicial e Continuada) de Redação e Interpretação de Texto do IFG-Câmpus Inhumas teve um resultado muito superior: dos 32 alunos matriculados, 26 tiveram notas acima de 700 pontos e, entre eles, 13 estudantes alcançaram notas a partir de 800 pontos. 

O curso é uma ação de extensão proposta e ministrada, entre março e novembro do ano passado, pelo professor de Língua Portuguesa/Inglês Daniel Aldo Soares. O aluno Rafael Caetano da Silva Santana, 17 anos, obteve 980 pontos na redação do Enem 2017. "Qualquer um que siga o método de ensino do professor Daniel, conseguirá ótimos resultados. Desde o início eu aderi às orientações dele e deu muito certo. Valeu demais fazer o FIC, porque eu não poderia ter um lugar melhor para fazer essa específica de Redação", comemora. Segundo o estudante, as aulas mudaram sua forma de escrever. "O professor mostrou a importância de saber ler corretamente um texto, para depois conseguir escrever bem. Além das citações, que são muito relevantes na construção da redação, é necessário ter conhecimento de outros textos variados", explica.

O aluno Felipe Silveira Chaves, 18 anos, que alcançou 920 pontos na redação do Enem, afirma que o FIC foi até mais importante que as aulas convencionais do colégio onde estuda. "Foi uma oportunidade excelente. Fiz a prova de redação muito confiante e o resultado foi uma nota alta", destaca. 

Confiança

De acordo com o professor Daniel, os alunos aprenderam a estrutura do texto cobrado no Enem e isso aumentou a confiança dos candidatos. "Procuro passar para eles o olhar do leitor, ou seja, neste caso, o olhar do corretor da prova", explica. Ele lembra que a redação de cada aluno no Enem é corrigida por, pelo menos, dois corretores. A nota que é enviada aos alunos corresponde à média aritmética resultante das notas dadas por cada corretor. "Dessa forma, ao observarmos a nota do aluno Rafael Caetano, que alcançou 980 pontos, percebemos que é o resultado da média aritmética das notas 1.000 e 960."

Durante as aulas, segundo Daniel, ficou claro que o estudante deve ser crítico em relação ao que escreve e também deve conhecer as competências que serão avaliadas na prova. "Fizemos um trabalho intenso de leitura para que o aluno tivesse argumentos mais sólidos e consistentes na hora do Enem", afirma.  Em 2017, o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio foi "Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil".   

 

Assunto(s): FIC
Fim do conteúdo da página