Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Artes

Professor do Câmpus Inhumas participa de intercâmbio cultural no México

Criado: Segunda, 09 de Julho de 2018, 15h00 | Última atualização em Quinta, 12 de Julho de 2018, 17h12

A troca de experiências será a característica principal desse projeto de residência artística, que segue até o início de agosto

Patricia Ordaz e o professor Kemuel Kesley
   Patricia Ordaz e o professor Kemuel Kesley

O professor de música do IFG-Câmpus Inhumas, Kemuel Keslei Ferreira dos Santos, viajou para o México, no final de junho, para participar de um intercâmbio cultural com o grupo N'adöni Colectivo, representado no Brasil pela musicista/atriz/performer Patricia Ordaz (Xochitzin). "As ações com as quais estarei envolvido nesse intercâmbio estão diretamente ligadas às atividades que tenho desenvolvido no IFG", explicou o professor.

Kemuel afirmou que a troca de experiências será a característica principal desse projeto de residência artística, que segue até o início de agosto. "Terei a oportunidade de participar de palestras, oficinas, apresentações artísticas, fazer uma imersão em comunidades indígenas mexicanas e experimentar vivências em diversas cidades", relatou. "A ideia é beber na fonte cultural do México e trazer esse aprendizado para cá."

Proposta pedagógica

De acordo com o professor, as atividades desenvolvidas por ele no IFG-Câmpus Inhumas possuem um objetivo em comum: a inserção da cultura popular e de suas diversidades como proposta pedagógica para o ensino de Artes. "As ações com as quais estarei envolvido no intercâmbio cultural são de caráter de formação pedagógica, musical e artística, e contribuirão diretamente para meu aprimoramento como professor/artista no que se refere à absorção de conhecimentos de novos conteúdos artísticos e pedagógicos", contou.   

Entre outros projetos, o professor Kemuel coordena um curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) no Câmpus Inhumas, intitulado Prática Musical com Grupo de Percussão, e também desenvolveu ações, em 2016 e 2017, dentro do Programa de Extensão (ProExt), com o tema Construção de uma rede intermunicipal de artes: implementação, circulação e socialização de conhecimentos populares, folclóricos e eruditos. Para o professor, esse intercâmbio contribuirá, substancialmente, para a ampliação de material didático e artístico voltado às ações de ensino, pesquisa e extensão no IFG. 

O N'adöni Colectivo pode ser definido como uma rede de artistas e pesquisadores interessados em ações interdisciplinares (envolvendo teatro, música, dança, pintura e escultura) que possam promover a cultura mexicana por meio da arte, da criatividade e dos saberes tradicionais.       

 

Fim do conteúdo da página