Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Eficiência Energética

Instalação de módulos de geração de energia solar é concluída no câmpus Cidade de Goiás

A inovação integra projeto institucional de eficiência energética do IFG contemplado, via edital, pela ANEEL

  • Criado: Sexta, 31 de Maio de 2019, 10h25
  • Última atualização em Sexta, 14 de Junho de 2019, 17h31
Vista aérea da quadra poliesportiva onde foram instaladas as placas fotovoltaicas
Vista aérea da quadra poliesportiva onde foram instaladas as placas fotovoltaicas

O Câmpus Cidade de Goiás do Instituto Federal de Goiás (IFG) finalizou a instalação do sistema de geração de energia elétrica por meio da tecnologia de placas fotovoltaicas. Ao todo, foram instalados 96 módulos no teto da quadra poliesportiva. A expectativa é que a micro usina será capaz de produzir uma economia de 50% na conta de energia elétrica do câmpus.

Ao todo serão beneficiados 12 câmpus do IFG que estão incluídos no projeto “Eficiência Energética e Minigeração no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás” contemplado pela chamada de projetos Prioritários de Eficiência Energética e Estratégico da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Segundo o gerente de administração, Tiago Andrade,  Cidade de Goiás é o penúltimo câmpus que recebeu os painéis. Após a conclusão das instalações em toda a instituição, será feita uma vistoria para libera o funcionamento das micro usinas. “Esse projeto veio num momento fundamental, pois vai acarretar uma economia de, em média, quatro mil reais por mês no câmpus. Esse recurso poderá ser destinado para outras áreas, o que pode amenizar o impacto dos cortes orçamentários".

Também será feita a substituição de lâmpadas comuns pelas do tipo LED, que consomem bem menos energia, visando a eficiência energética no câmpus. 

O professor José Nerivaldo, gerente de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão do câmpus, no período em que foi organizada a participação do câmpus no Edital dos projetos, avaliou que esse tipo de ação é muito importante não só pela questão econômica mas também para estimular a sustentabilidade local. “Eu acredito que a Cidade de Goiás tem um potencial para se tornar um município sustentável, por sermos Patrimônio Mundial e por não termos uma economia baseada em grandes indústrias. A geração de energia limpa é um dos fatores importantes a contribuir para isso, além de outros como a universalização do saneamento e o tratamento do lixo, mas é fundamental darmos esse passo enquanto instituição pública”.

 

Comunicação Social/Câmpus Cidade de Goiás

 

Fim do conteúdo da página