Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Currículo Integrado
Início do conteúdo da página

Currículo Integrado

Publicado: Terça, 08 de Novembro de 2022, 13h03 | Última atualização em Sexta, 02 de Dezembro de 2022, 20h45

 


            Nos meses de novembro e dezembro de 2022, o IFG, por meio da Pró-reitoria de Ensino, realizará a Plenária para apreciação da minuta das Diretrizes Curriculares e Didático-pedagógicas para os cursos de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional. A realização da plenária, articulada à aprovação do documento pelo Conselho Superior, finaliza a primeira etapa de um conjunto de ações coordenadas e induzidas pela PROEN e que tiveram seu início no ano de 2017, no I INTEGRA, realizado no Câmpus Uruaçu durante o IV Encontro de Culturas Negras. 

               Naquele momento, a PROEN anunciava e convidava a comunidade acadêmica a retomar estudos e diálogos acerca do Ensino Médio Integrado e suas possibilidades de organização curricular frente à necessária reformulação dos Projetos Pedagógicos dos cursos técnicos integrados do IFG. Já ali o que estava em causa era a necessidade imperiosa de recuperar os sentidos e significados da formação humana integral e politécnica a ser materializada em Projetos Pedagógicos de Cursos em que a unidade entre teoria e prática, forma e conteúdo, bem como os conhecimentos da formação básica e tecnológica pudessem ser organicamente efetivados.

               A metodologia elaborada pela PROEN, em articulação com a Câmara de Ensino do CONEPEX, previu a constituição de 03 comissões, cada qual vinculada à uma dimensão do trabalho, quais sejam:

I - Comissão Central - Composta por membros representantes das Pró-Reitorias e da Câmara de Ensino do CONEPEX;

II - Comissão Ampliada - Composta por membros representantes das Comissões Locais dos Câmpus;

III - Comissões Locais de Currículo Integrado - Compostas por servidores dos Câmpus.

               Ao longo de 2018 e 2019 foram realizadas várias reuniões em que foram pautados temas centrais da formação humana integral e do currículo integrado, bem como o estudo das formas de integração que cada um dos cursos já desenvolvia, estando ou não nos seus Projetos Pedagógicos de Curso. Foram elaborados vários documentos (Instrumentos Orientadores, Listas de Verificação e Glossário) a fim de se consolidar, de forma orgânica, a aproximação com a perspectiva do currículo integrado. Foram realizados o II, III, IV e V INTEGRA, no esforço coletivo de provocar o debate e o diálogo sobre o tema. Ainda nesse período foi pautada a discussão sobre o perfil do egresso a partir de reuniões coletivas entre representantes dos mesmos cursos de câmpus diferentes, a fim de que pudesse ser construído um perfil de egresso específico para cada curso, mas que abarcasse a integração entre a formação básica e a tecnológica.

               Destaca-se que, como parte do conjunto de ações desenvolvidas nesse período, foi constituído o Grupo de Elaboração da Minuta do documento que apresentaria as Diretrizes Curriculares para os cursos de EMI do IFG . Tal Grupo foi composto por representantes da PROEN, da Câmara de Ensino do CONEPEX, do Fórum dos Cursos de EMI e da Comissão Ampliada. O Grupo de Elaboração se dedicou à construção da minuta do documento a partir das discussões já realizadas, as quais permitiam uma maior compreensão acerca dos fundamentos e das possibilidades de materialização do currículo integrado nos Projetos Pedagógicos de Cursos.

              No dia 26 de dezembro de 2019, a Pró-reitoria de Ensino enviou a minuta e as respectivas orientações de trabalho para as Chefias dos Departamentos de Áreas Acadêmicas, a fim de que os colegiados pudessem apresentar suas contribuições ao documento. Nesse momento, foi estabelecido um prazo para que as contribuições pudessem ser realizadas e enviadas, via formulário eletrônico, para a PROEN.

               De acordo com o planejamento inicial, a minuta do documento, com as contribuições dos colegiados de todos os Departamentos de Áreas Acadêmicas seria apreciada, em uma Plenária Geral, no início do segundo semestre de 2020. Entretanto, em março de 2020, o IFG suspendeu suas atividades presenciais em função da grande tragédia humanitária que foi a pandemia de COVID-19. Nesse contexto, em nome do princípio fundamental do cuidado e manutenção da vida, foi necessário suspender as atividades presenciais e, posteriormente, adotar-se o Sistema de Ensino Emergencial. Sendo assim, as ações vinculadas à apreciação da minuta e construção das contribuições também foram suspensas.

               Em 2021, esse trabalho foi retomado e em junho deste ano, a PROEN recebeu as contribuições de toda a comunidade acadêmica do IFG. Destaca-se que a minuta recebeu 1.170 contribuições. O volume de contribuições à minuta do documento expressa, fundamentalmente, a importância e relevância do tema para o desenvolvimento dos cursos e os servidores do IFG, destacando-se a pauta do Ensino Médio Integrado à Educação Profissional e do currículo integrado.

               Nos últimos quatro anos foi desenvolvido um cuidadoso e planejado trabalho pautado na democratização dos processos decisórios no âmbito do IFG e na possibilidade de materialização de um documento que pudesse direcionar a organização curricular dos cursos de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional. O desenvolvimento desse processo provocou, provoca e ainda provocará diálogos e debates em busca de sentidos para a construção da identidade institucional e a compreensão das formas pelas quais as atividades de ensino podem ser desenvolvidas.

               Nesse contexto, foram realizadas discussões fundamentais sobre a relação com o perfil do egresso e as possibilidades de integração curricular, bem como acerca da valorização das diversas dimensões envolvidas em uma perspectiva de formação mais ampla e da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

               A partir do primeiro semestre de 2022, a PROEN, por meio da Diretoria de Políticas de Educação Básica e Superior, se dedicou a sistematizar as contribuições dos câmpus à Minuta das Diretrizes e materializá-las em um Caderno de Propostas. Destaca-se que essa complexa tarefa demandou um esforço coletivo em função do grande número de contribuições, e, ainda, do compromisso institucional em dar relevo aos diferentes posicionamentos, implicando na preservação integral de todas as contribuições em formato de propostas.

               Nesta linha, após conclusão do Caderno de Propostas, deu-se continuidade aos trâmites previstos no planejamento mediante a atualização das comissões locais de Currículo Integrado e recomposição do Fórum dos Cursos de Ensino Médio Integrado em agosto do corrente ano. A fim de retomar a discussão da Minuta na instituição, a PROEN, por meio da DPEBS, reuniu-se com o Fórum dos cursos de EMI, compartilhando as primeiras orientações para a nova fase do trabalho, além de um resgate histórico e a versão preliminar do Caderno de Propostas. Ainda no movimento de introduzir a nova fase do trabalho e socializar orientações, a PROEN também realizou reuniões com as Comissões Locais, o CONEPEX, as Chefias de Departamento e as Direções Gerais dos câmpus.

               A partir de novembro de 2022, concretizaremos o início da segunda fase de todo esse processo. O trabalho que ora se propõe, de apreciação coletiva das propostas e aprovação da Minuta das Diretrizes Curriculares para os cursos de Ensino Médio Integrado e das contribuições enviadas, deverá avançar para a concretização de uma proposta formativa que vise o desenvolvimento integral dos estudantes do IFG. Assim, esta ação coletiva pretende, de forma mais ousada, ser a expressão da potência utópica transformadora da Educação Profissional: a partir do pensamento e do diálogo, assumir as possibilidades de mobilizar a transformação social, tendo o currículo como eixo estruturante de futuras ações institucionais.

               A aprovação das Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio Integrado à Educação Profissional do IFG apresenta-se como condição salutar para a realização de reformulações curriculares que coadunem com a consolidação da formação integral, politécnica, omnilateral e interdisciplinar no IFG. Também é importante ressaltar que a definição das Diretrizes Curriculares para os cursos de EMI se configura como uma ação institucional prioritária e articulada às ações de permanência e êxito. Além disso, a aprovação das Diretrizes se destaca como um posicionamento institucional contrário ao que propõe na Reforma do Ensino Médio articulada com objetos que destoam das perspectivas da formação integral na Educação Profissional.

               Em direção a um processo que possibilite olhar para dentro dos cursos de EMI à Educação Profissional, bem como pensar sobre a sua dinâmica e implicações formativas, a PROEN enfatiza a importância da retomada dessa discussão ainda em 2022, convida a comunidade acadêmica para o diálogo e se disponibiliza integralmente para viabilizar o apoio necessário durante as sessões da Plenária.

 

 

Fim do conteúdo da página