• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página Inicial

Inovação

Imprimir

Professor do Câmpus Goiânia cria ferramenta que auxilia desenvolvimento de apps para Android

Equipe de pesquisadores durante premiação da Sociedade Brasileira de Computação. Professor Eduardo Noronha segura o certificado de reconhecimento pela inovaçãoVocê sabia que, após criar um aplicativo para Android, fazê-lo funcionar com qualidade em todos os dispositivos é um dos principais desafios? Isso acontece porque, no ecossistema desse sistema operacional, existem mais de 24 mil tipos de smartphones, netbooks, tablets, notebooks, entre outros aparelhos, com configurações distintas. Para facilitar os testes de novos aplicativos nesse universo de possibilidades, o professor do IFG – Câmpus Goiânia, Eduardo Noronha, criou a ferramenta Android Mirror Tool.

Segundo o professor, essa ferramenta permite que desenvolvedores, designers e profissionais da área de produção softwares possam verificar se um app é compatível para ser executado em outros dispositivos. “A ideia é auxiliar quem desenvolve a garantir que o app funcione bem, ou que identifique se ele não está funcionando em um desses dispositivos. Se ele não consegue testar isso antes, o app vai para o mercado com um risco altíssimo de quedas nas vendas”, esclarece.

Eduardo explica que, como trata-se de um ecossistema extremamente vasto, é comum que um aplicativo tenha boa performance em determinados aparelhos, mas acaba enfrentando problemas em sua execução em outros modelos. Como o teste é feito individualmente, em cada tipo de dispositivo, os custos para os desenvolvedores acaba sendo grande. “O uso da ferramenta permite a automatização dos testes, bem como uma economia no processo de garantia de qualidade de diferentes configurações”, resume Eduardo.

De acordo com o professor, atualmente, as empresas que trabalham com a elaboração de aplicativos precisam comprar ou alugar ferramentas que ajudam na etapa de testes. Com o Android Mirror Tool, é possível que o desenvolvedor monte emuladores e visualize, em apenas um único dispositivo, como será a performance do app em demais aparelhos. “Com isso, se você quiser testar em 30 dispositivos, não vai ser preciso 30 pessoas testando isso em 30 aparelhos. Assim, reduz-se o custo de teste, além de conseguir um resultado muito mais rápido”, acrescenta.

Veja aqui o vídeo explicativo, em inglês, sobre o funcionamento da ferramenta.

Projeto

A ideia da ferramenta, que nasceu durante o doutorado do professor, já rendeu reconhecimento por parte da Sociedade Brasileira de Computação, que concedeu ao pesquisador o prêmio de melhor ferramenta do VII Congresso Brasileiro de Software: Teoria e Prática, em 2016.

A iniciativa do desenvolvimento do Android Mirror Tool também conta com contribuição dos professores Kenyo Faria, do IFG – Câmpus Inhumas; Celso Caminho, da Universidade Federal de Goiás; e Auri Vincenzi, da Universidade Federal de São Carlos.

No Câmpus Goiânia, a pesquisa da ferramenta se transformou em projeto de iniciação científica e envolve a estudante do curso de Sistemas de Informação, Raíssa Regis da Silva, além de Elison José dos Santos Junior e Erisson Lucas Silva Rodrigues, ambos de Engenharia de Controle e Automação.

Em parceria com os estudantes, o projeto caminha para segunda fase, que consiste na construção de um robô para operar a ferramenta e dar mais dinamicidade ao processo de verificação de aplicativos. “A ideia é que o robô faça todo o processo de testes”, comenta o professor.

De acordo com o Eduardo, o robô já está construído e, agora, os estudantes trabalham na parte de desenvolvimento de softwares.

Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia.