• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página Inicial

TV digital

Imprimir

Estudantes participam de lançamento do projeto Patrulha Digital no Câmpus Goiânia

Diretor de Engenharia e Tecnologia da TV Anhanguera, Carlos Cauvilla, apresentou o projeto Patrulha Digital, no Câmpus GoiâniaNesta sexta-feira, 10 de março, foi realizada a aula de abertura do projeto Patrulha Digital no miniauditório Demartin Bizerra, no Câmpus Goiânia do Instituto Federal de Goiás (IFG). A ação é resultante de convênio entre o Conselho Federal das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e a Globo Comunicações e Participações S/A, que proporcionou o estabelecimento da parceria local entre o IFG e a emissora goiana afiliada, TV Anhanguera.

Nesse primeiro encontro, participaram cerca de 120 alunos das turmas dos cursos técnicos integrados em Eletrônica e Telecomunicações.O projeto Patrulha Digital é uma iniciativa articulada pela emissora TV Anhanguera, que visa ajudar a comunidade goiana a se preparar para a conversão do sinal digital nas televisões, bem como contribuir com a instalação de kits para recepção do sinal digital nas residências de famílias carentes de Goiânia.

Segundo o Diretor de Engenharia e Tecnologia da TV Anhanguera, Carlos Cauvilla, o projeto tem por objetivo ajudar a população nesse momento em que todo o sinal analógico de todas as redes de televisão será desligado no dia 31 de maio em Goiânia e na região metropolitana. Carlos Cauvilla aponta esse processo como impactante nas vidas das pessoas, visto que a televisão é um eletrodoméstico presente na maioria das casas dos brasileiros e é utilizada para o entretenimento e informação. As famílias carentes inscritas nos programas sociais do governo federal têm o direito de receber gratuitamente os kits com conversores digitais e antenas.

Multiplicadores

De acordo com o diretor Carlos Cauvilla, por mais que sejam feitas propagandas sobre essa mudança na TV brasileira, fica faltando uma melhor orientação para a comunidade. Com o intuito de suprir essa carência, a emissora busca estabelecer a parceria com o IFG e seus estudantes. “Grande parte da população não está informada de quando irá acontecer o processo de conversão para o sinal digital e nem como fazer essa transição. Então, entra essa parceria nossa com o IFG, que é um Instituto que tem um conhecimento muito relevante. Pretendemos utilizar os alunos para nos ajudar a orientar pessoalmente a comunidade, indo na casa das pessoas, principalmente, aquelas mais carentes, explicando o que vai acontecer com o sinal e qual atitude que eles precisam tomar para não ficar sem ver televisão”, esclarece o diretor Carlos Cauvilla.

Para o Diretor de Programação da TV Anhanguera, Orlando Faria, o trabalho da emissora é levar para as pessoas esse conhecimento que vai haver o desligamento do sinal analógico e a relevância do sinal digital. “A importância da parceria da TV Anhanguera com o IFG é exatamente levar conhecimento, para que ninguém sofra o apagão e as pessoas continuem tendo entretenimento e informação daqui pra frente”, destaca o diretor Orlando Faria.

Na parceria, os alunos do Câmpus Goiânia que desejarem participar do projeto atuarão como multiplicadores da parte operacional de conversão para o sinal digital, explica o professor do IFG – Câmpus Goiânia, Marco Aurélio Campos Paiva. A parte de instalação dos kits com conversor digital e antena ficará a cargo de técnicos da TV Anhanguera, que acompanharão os estudantes, além da logística necessária para as visitas nas regiões periféricas da capital, que será viabilizada pela emissora.

Os alunos dos cursos técnicos integrados em Telecomunicações e Eletrônica que desejarem participar do projeto precisam informar a coordenação do curso e, depois, passarão por um treinamento e receberão horas complementares, sendo 4 horas para o treinamento e 8 horas para a patrulha nas residências. Além disso, eles serão certificados pela emissora como aptos a realizarem o suporte para a conversão do sinal televisivo. Segundo o professor Marco Aurélio Paiva, o projeto é importante para os estudantes. “É uma maneira do aluno prestar um serviço à comunidade levando conhecimento. Isso oportuniza o lado extensionista e prático do ensino”.

A aula de abertura do projeto Patrulha Digital realizada nesta sexta-feira no Câmpus Goiânia foi a primeira etapa da iniciativa, que contará com a capacitação dos estudantes num segundo momento e, posteriormente, o trabalho junto à comunidade. Durante a abertura, houve sorteio de brindes aos participantes e a gravação de uma reportagem sobre o lançamento da parceria no câmpus. Além do Câmpus Goiânia, o projeto Patrulha Digital já foi efetivado nos Câmpus Luziânia (leia mais) e Formosa (saiba mais).

 

Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia.