Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Luziânia > Apresentação
Início do conteúdo da página

Apresentação do Câmpus Luziânia

nossa história

O Instituto Federal de Goiás contou com a parceria da Prefeitura Municipal de Luziânia, que doou o terreno de 34.984,94 m2 para a implantação do Câmpus Luziânia. Criado pela portaria do MEC Nº 04 de 07 de Janeiro de 2009, a unidade iniciou suas atividades acadêmicas em 21 de junho de 2010.

Os primeiros 210 alunos estavam distribuídos nos cursos superiores de Licenciatura em Química e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; cursos técnicos integrados ao Ensino Médio em Informática para Internet, Mecânica e Química; curso técnico integrado ao Ensino Médio, na modalidade de Educação para Jovens e Adultos, em Manutenção e Suporte em Informática; e o curso técnico subsequente ao Ensino Médio em Edificações.

A escolha dos cursos ofertados em 2010 fundamentou-se no Relatório de Estudo/Pesquisa Natural, Social, Econômica e Educacional do Município de Luziânia e da Região de Influência, realizado pelo Observatório do Mundo do Trabalho e da Educação Profissional e Tecnológica – Região Centro-Oeste, no período 2008-2009. As análises resultam de uma pesquisa de campo, por meio de questionários, entrevistas e observações dirigidas aos diversos sujeitos participantes do relatório de estudo. Com isso, foi feito um levantamento preliminar da demanda pela qualificação profissional, de acordo com as condições socioeconômicas da população luzianiense e região de influência (área compreendida em até 90 km a partir de Luziânia).

No decorrer dos anos, houve a extinção de alguns cursos e foram instituídos novos. O curso subsequente em Edificações foi extinto no segundo semestre de 2012. Em 2013, o câmpus deixou de ofertar o curso técnico integrado em Mecânica e o curso superior em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. No mesmo ano, tiveram início o curso técnico integrado em Edificações e o superior de Bacharelado em Sistemas de Informação. Já o curso da modalidade de Educação para Jovens e Adultos, Manutenção e Suporte em Informática, deixou de ser ofertado em 2013 e retornou em 2016, com novo formato.

 

Fim do conteúdo da página