Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Servidor > IFG > Últimas notícias > Exercícios físicos, sono e estresse são abordados em encontro do projeto “Você tem fome de quê?”
Início do conteúdo da página
Saúde do servidor

Exercícios físicos, sono e estresse são abordados em encontro do projeto “Você tem fome de quê?”

Atividade do Siass é voltada aos servidores do IFG e, além da Reitoria, será realizada no Câmpus Goiânia a partir de maio

Servidores da Reitoria participam do quinto encontro do projeto
Servidores da Reitoria participam do quinto encontro do projeto

Com a proposta de ser uma vivência voltada para a conscientização sobre a fome, o peso corporal e a alimentação saudável, o projeto “Você tem fome de quê?” realiza mais um encontro com servidores na Reitoria do Instituto Federal de Goiás (IFG). No encontro desta segunda-feira, 29 de abril, os temas apresentados foram sobre exercícios físicos, sono e estresse.

“Estresse mata neurônios”. A frase pode parecer impactante, mas esse é um dos efeitos relacionados ao estresse no corpo humano e que foram apresentados pela médica do Siass IFG/IF Goiano, Paula Christina de Abrantes Figueiredo. O estresse afeta o organismo de várias maneiras, com efeitos no humor, na energia, no apetite, na memória e na fisiologia de um indivíduo.

Para a médica, é preciso que cada um aprenda a identificar quando se está passando por alguma situação de estresse, com o objetivo de minimizar os efeitos dessas situações no organismo. “Quando acontece um evento estressante, há fases fisiológicas em que o organismo tenta lidar com isso. O problema é que estamos vivendo fases de “fluxos contínuos” de estresse que alteram o ritmo circadiano e, por isso, temos que tomar consciência do estresse e para aprender melhor como lidar com ele”, ressalta a médica, indicando que exercícios de respiração e meditação podem ajudar a dormir melhor.
O ritmo circadiano é a maneira pela qual nosso organismo se adapta à duração do período claro, o dia, e do período escuro, a noite, de forma a sincronizar as funções fisiológicas, que são relativas ao funcionamento do organismo, com a duração de um dia (aproximadamente 24 horas).

Ela orienta que é preciso preparar o ambiente para dormir e ter um sono reparador. O ambiente deve estar escuro, sem barulho, sem estímulos diversos e deve-se evitar assistir TV e o uso de celulares, por exemplo. A produção da melatonina, que é um hormônio ligado ao ciclo circadiano, pode ser também afetada quando essas orientações não são seguidas. Os exercícios físicos são importantes para o sono reparador, mas em excesso também podem afetar a qualidade do sono.

“A melatonina é o maestro dos hormônios”, disse a Paula Figueiredo, ao enumerar a importância dela para o funcionamento do organismo. Esse hormônio retarda o envelhecimento, realiza a modulação endócrina, melhora a resposta imune, é um potente antioxidante e tem efeitos sobre o peso.

 

Encontros
Os encontros são coordenados pela médica Paula Christina de Abrantes Figueiredo, do Siass IFG/IF Goiano e são voltados aos servidores do IFG. Na Reitoria, o último encontro será realizado no dia 6 de maio e, no Câmpus Goiânia, os encontros terão início no dia 13 de maio e ainda é possível inscrever-se. Os interessados poderão realizar as inscrições aqui nesse link. 

 

Confira mais fotos na publicação do Facebook.

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

Notícias (Servidor)

Comunicados (Servidor)

Fim do conteúdo da página