Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
oficina

Professores de Arte do IFRN e do IFSul visitam o Câmpus Inhumas

Criado: Quinta, 26 de Setembro de 2019, 15h30 | Última atualização em Quarta, 23 de Outubro de 2019, 11h44

Docentes ministraram palestra e oficina para algumas turmas 

vvvvvvv
   Oficina com os professores visitantes 

Professores de Arte de outros institutos federais visitaram o IFG-Câmpus Inhumas no início desta semana. O professor de teatro Thulho Cezar Santos de Siqueira, do  IFRN-Campus Ceará Mirim, e a professora de artes visuais Carla Giane Fonseca do Amaral, do IFSul-Rio-Grandense-Campus Sapucaia do Sul, ministraram uma palestra e uma oficina para alunos de 1º e 2º anos do curso Técnico Integrado em Química e para o 2º ano do Técnico Integrado em Agroindústria. 

 A professora de artes visuais do Câmpus Inhumas Mônica Mitchell de Morais Braga explica que os docentes convidados, inicialmente, viriam para o Festival de Artes do IFG, que este ano foi cancelado. "Eles já viriam para Goiás neste período e acabaram aceitando nosso convite para ministrar oficinas nos câmpus Inhumas, Anápolis e Cidade de Goiás. A professora Carla Giane também está fazendo uma pesquisa de doutorado com o tema O Ensino de Arte no Contexto dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: Problematizações e Resistências. Ela está entrevistando alguns docentes da área e fez entrevistas comigo e com o professor Kemuel Kesley (Música)", explicou. 

xxxxxxx
   Professores Carla Giane e Thulho Cezar 

 

O tema da palestra foi Encontros Sensíveis: entre arte e docência e a oficina ministrada abordou o assunto Poéticas do Encontro: quando a arte encontra a vida. "Durante a palestra, eles falaram um pouco sobre o ensino de arte em seus locais de trabalho e nossos alunos citaram a experiência dos cursos em tempo integral, característica que a professora Carla e o professor Thulho não vivenciam em seus câmpus. Na oficina, que utilizou objetos que remetem aos quatro elementos da natureza (terra, água, fogo e ar), a experiência com o corpo foi muito positiva para os estudantes. Os alunos disseram que se sentiram calmos, em paz, com uma sensação de liberdade", contou a professora Mônica.

 

Fim do conteúdo da página