Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
IFMaker

Gestores, professores e alunos do IFG participam da solenidade de lançamento da nova fase do Projeto Rede Maker

Unidades do IFG contempladas na primeira fase já estão em funcionamento com ênfase no processo “aprender fazendo”

  • Criado: Quarta, 01 de Junho de 2022, 10h00
  • Última atualização em Terça, 28 de Junho de 2022, 14h18
Comunidade acadêmica envolvida nos Lab IFMaker implantados no IFG participou da solenidade em Brasília
Comunidade acadêmica envolvida nos Lab IFMaker implantados no IFG participou da solenidade em Brasília

Com o objetivo de apoiar a criação de mais 60 novos laboratórios de prototipagem e ampliar os já existentes nas unidades da Rede Federal, os chamados Lab IFMaker, por meio da aquisição de equipamentos, o Ministério da Educação (MEC) e Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) lançaram ontem, 31 de maio, em Brasília, a nova fase do Projeto Rede Maker. A solenidade contou com a participação de integrantes do Instituto Federal de Goiás (IFG), instituição contemplada com três unidades do laboratório na primeira fase do projeto.

A solenidade de lançamento da nova fase do Projeto Rede Maker contou com a apresentação de um vídeo do projeto, com o lançamento do livro "O 'Aprender Fazendo' da Rede Federal de EPCT" (Manual Maker) e com uma exposição Maker que teve a participação dos integrantes dos Lab IFMaker do IFG, do IF Goiano e do IFB, que apresentaram produtos executados por cada um dos laboratórios.

A comunidade acadêmica do IFG esteve presente na solenidade de lançamento, sendo representada pela reitora da Instituição, professora Oneida Cristina Barcelos Irigon, pela pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Thaís Amaral e Sousa, pela diretora de Pesquisa e Inovação, Lorenna Silva Oliveira Costa, pelo servidor Carlos de Melo e Silva Neto, do Centro de Referência em Pesquisa e Inovação do IFG (CiteLab) e pelo diretor do Polo EMBRAPII, Ricardo Rabahi.

 

Integrantes dos laboratórios de prototipagem instalados no IFG participaram de uma exposição durante a solenidade de lançamento da nova fase do Projeto Rede Maker
Integrantes dos laboratórios de prototipagem instalados no IFG participaram de uma exposição durante a solenidade de lançamento da nova fase do Projeto Rede Maker

 

Os professores coordenadores dos laboratórios de prototipagem implantados no Instituto Federal de Goiás, Christiane Santos (IFMaker Reitoria/MultiCâmpus – CiteLab), Marcelo Oliveira (IFMaker – Câmpus Itumbiara) e Renatha Cruz (IFMaker – Câmpus Uruaçu), além de outros professores e mentores que atuam nos laboratórios, estiveram presentes na solenidade. A diretora-geral do Câmpus Uruaçu, Andreia Alves e a diretora de Pesquisa e Extensão do Câmpus Luziânia, Simone Paixão Araújo, também acompanharam o lançamento presencialmente. Além deles, alunos do Câmpus Luziânia, que possui o Metabotix, um laboratório que não integra o Projeto, mas que é um dos pioneiros no desenvolvimento da cultura maker no âmbito do IFG, prestigiaram a solenidade em Brasília.

 

IFMaker

Entre os objetivos desses espaços estão o incentivo aos servidores e estudantes para desenvolvimento de projetos interdisciplinares, o estímulo ao desenvolvimento de ensino, pesquisa aplicada e inovação, para atender demandas da sociedade, além de ser um laboratório criativo, para troca de conhecimento e ideias entre diversas áreas, onde se estabelece um novo ambiente de ensino.

Além disso, os Lab IFMaker têm como objetivo a disseminação dos princípios que norteiam o ensino maker, bem como auxiliar no desenvolvimento da cultura learning by doing (aprender fazendo). Na primeira etapa do Projeto Rede Maker, 113 laboratórios de prototipagem foram implantados no país. O projeto IF Maker promove o envolvimento com o desenvolvimento local, acompanhando as demandas, as peculiaridades regionais e fortalecendo os arranjos produtivos, sociais e culturais, além de permitir que o aluno seja protagonista no processo ensino/aprendizagem, envolvendo-se com as necessidades da sociedade onde a unidade acadêmica está inserida.

 

Atuação

O IFMaker do Câmpus Itumbiara está instalado em uma sala 57,8 metros quadrados (m²) com toda a infraestrutura de internet, cabos e rede, mesas de prototipagem, bancada com circuitos eletrônicos, bancada para impressora 3D e mobiliário. Para desenvolver atividades no laboratório, uma equipe fica disponível, em horários definidos, para desempenhar ações de ensino, orientações, capacitação e a gestão do espaço. Como parte da seleção no primeiro edital do projeto Rede Maker, o Câmpus Itumbiara previu a compra de impressora e caneta 3D, notebook, smart TV, kit robótica, projetor multimídia, scanner 3D, além de outros equipamentos e itens necessários ao funcionamento do Lab IFMaker na unidade.

Em Uruaçu, o laboratório foi planejado para ser um espaço com dois ambientes. O IFMaker do Câmpus Uruaçu possui bancada, quadro, projetor multimídia e mobiliário para armazenar os demais equipamentos que já foram adquiridos. Há infraestrutura de rede e cabeamento elétrico e pela proposta apresentada pelo Câmpus no edital de seleção, o Lab IFMaker atuará também na integração com o Instituto Federal Goiano (Câmpus Ceres e Campos Belos) e com a Universidade Estadual de Goiás (Unidade Universitária de Ceres, Goianésia, Niquelândia, Uruaçu e Porangatu).Outras perspectivas são as ofertas de oficinas de Invenções, Ambiente de Criação e Formação Pedagógica, Cartografias, Produção de Equipamentos de Proteção Individual e Coletivos, pesquisas científicas e eventos com voltados para crianças e adolescentes.

No Centro de Referência em Pesquisa e Inovação do IFG, o CiteLab, em Goiânia, está implantada a terceira unidade Lab IF Maker - CiteLab da Instituição, de caráter multicâmpus e multiusuário, cuja atuação vai além de ser um laboratório de prototipagem, uma vez que sob gestão da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, atenderá às pesquisas de toda a Instituição e de parceiros e, portanto, terá uma atuação ampliada conforme o que foi definido pelo Colégio de Dirigentes em 2020.

 

Saiba mais sobre os Lab IFMaker implantados no IFG:

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

Fim do conteúdo da página