Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Formação EJA

Importância da EJA é destacada em solenidade do Projeto Formação

Cerimônia de encerramento do projeto desenvolvido pela Pró-Reitoria de Ensino do IFG foi realizada nesta quarta-feira, 22

  • Criado: Quinta, 23 de Junho de 2022, 16h50
  • Última atualização em Sexta, 19 de Agosto de 2022, 08h05
Reitora do IFG, Oneida Irigon, durante a solenidade de encerramento do Projeto Formação EJA/IFG
Reitora do IFG, Oneida Irigon, durante a solenidade de encerramento do Projeto Formação EJA/IFG

O Instituto Federal de Goiás (IFG), por meio da Pró-Reitoria de Ensino (Proen), realizou nesta quarta-feira, 22 de junho, a cerimônia de encerramento do Projeto Formação Inicial e Continuada Integrada ao Ensino Fundamental na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos das Redes Municipais de Ensino de Goiás (Projeto Formação EJA/IFG). A solenidade contou com a presença de gestores do IFG, gestores da área educacional de secretarias municipais e estadual de Educação, além  de discentes dos cursos ofertados ao longo dos últimos dois anos e, também, de servidores que trabalharam no Projeto.

Participaram da cerimônia de encerramento e compuseram a mesa diretiva do evento a reitora do IFG, Oneida Irigon; a pró-reitora de Ensino, Maria Valeska Lopes Viana; a coordenadora-geral do Projeto e pedagoga da Proen, Kênia Hidalgo; o diretor do Câmpus Inhumas, Luciano dos Santos; a diretora do Câmpus Senador Canedo, Maria Betânia Gondim da Costa; a diretora de Ensino a Distância do IFG, Helen Betane Ferreira Pereira; a superintendente de Gestão Pedagógica da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Rita de Cássia Ferreira; a coordenadora de EJA da Secretaria Municipal de Educação de Senador Canedo, Maria do Carmo Teixeira; e o professor responsável pela Gerência de Educação de Adolescentes, Jovens e Adultos da Prefeitura de Goiânia, Rodrigo Melo e Cunha Santos. Ainda estiveram presentes o diretor executivo do IFG, professor José Carlos Barros Silva; o pró-reitor de Extensão, Willian Batista; e o diretor de Pós-Graduação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Wanderley Brito.

 

Desafios, continuidade e êxito

Durante a solenidade de encerramento, os participantes da mesa chamaram atenção para a importância da EJA e para o público da modalidade. A pedagoga Kênia Hidalgo, coordenadora-geral do Projeto Formação, em sua apresentação, falou sobre os cursos, apresentou os dados sobre as formações ofertadas e relembrou as dificuldades vivenciadas no período da pandemia, mas salientou: “o objetivo foi alcançado, uma vez que os cursos foram ofertados, primando pela qualidade e levando em conta a formação humana integral dos sujeitos da EJA, contribuindo com a formação profissional dos estudantes”.

O gerente de Educação de Adolescentes, Jovens e Adultos da Secretaria Municipal de Educação de Goiânia, Rodrigo Santos, colocando a SME à disposição do IFG para novos projetos, destacou: “projetos como o que foi ofertado por vocês são muito importantes".  O gestor da SME de Goiânia, que também participou do Projeto, ressaltou a necessidade de continuar com a iniciativa de formação de jovens e adultos e salientou: "ofertar cursos EJA é essencial e existe uma real necessidade desse público”.

Maria do Carmo, representante da SME de Senador Canedo, uma das cidades participantes do Projeto Formação, destacou a necessidade de que a iniciativa seja ampliada e desejou que o Projeto tenha continuidade no futuro: “é preciso estender ainda mais a parceria e levar os cursos a mais alunos. É preciso continuar os cursos e intensificar para que as oportunidades de formação cheguem a mais discentes”.

Maria Betânia, diretora-geral do Câmpus Senador Canedo do IFG, uma das unidades do IFG que participou do Projeto, ressaltou que foi muito bom participar da iniciativa e se colocou à disposição para dar continuidade aos cursos, “tanto para ampliar a participação dos professores, quanto dos alunos”.

A coordenadora-geral do Projeto Formação EJA/IFG, Kênia Hidalgo, durante a solenidade

Helen Betane, diretora de EaD do IFG, pontuou: “o Projeto foi um desafio para todos nós, mas o êxito da iniciativa ratifica que podemos ofertar educação híbrida para o público da EJA da melhor forma”. Luciano dos Santos, diretor-geral do Câmpus Inhumas, destacou a importância de fazer parte do Projeto e falou da necessidade de que o IFG e os cursos ofertados transformem as vidas dos alunos, sobretudo da EJA: “esse é o sentido da Instituição: transformar vidas e incluir”.

Rita de Cássia, superintendente de Gestão Pedagógica da Seduc, chamou atenção para a importância do trabalho coletivo feito no Projeto e elogiou a perspectiva da colaboração entre o IFG e as redes municipais e a rede estadual de Educação na oferta dos cursos e de uma educação de qualidade. Rita reiterou o desejo de que o Projeto seja futuramente retomado e colocou a Seduc-GO à disposição para novas parcerias.  

Maria Valeska, pró-reitora de Ensino do IFG, em sua fala, chamou atenção para a importância dos dois eixos trabalhados no Projeto: “a formação de professores e a formação de jovens e adultos”. A gestora da área de Ensino lembrou que o IFG tem a EJA como uma questão institucional e uma meta institucional: “Temos bastante cuidado, seriedade e empenho com a formação dos estudantes da EJA. E assumir a formação desse público é fundamental. Por essa razão esse Projeto é tão importante para o IFG”.

A professora e reitora do IFG, Oneida Irigon, falou sobre o início do Projeto, chamando atenção para a necessidade de “compreender a demanda do público da EJA, para que os alunos tenham acesso à educação, à escola”. Oneida, que foi a responsável por encaminhar o projeto ao MEC, quando ainda era pró-reitora de Ensino do IFG, lembrou: “é essencial não só garantir a entrada e o acesso dos alunos, mas a permanência e o êxito dos estudantes”. A gestora saudou e parabenizou todos os alunos que estavam presentes na solenidade e agradeceu o trabalho de todos os servidores envolvidos no Projeto.

 

Cursos e certificação

O Projeto Formação ofertou em dois anos cursos para professores e alunos em três etapas. Na primeira, devido ao início da pandemia e com a necessária readequação do Projeto, foi feito um curso online para professores formadores da EJA. No curso, foram ofertadas as disciplinas: Ambientação à sala de aula virtual (Moodle); Formação para Docência no Ambiente Virtual Moodle; O conhecimento, o desenvolvimento humano e a aprendizagem na perspectiva histórico-cultural; perspectiva curricular integrada na Educação Profissional da EJA; Letramento na Educação de Jovens e Adultos; e Metodologia de Ensino e Produção de Material Didático.

Na segunda etapa dos cursos, também no formato online, foi ofertado o “Curso de Informática Essencial para os estudantes da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) das Redes de Ensino de Goiás” com as disciplinas: Introdução à Informática, Ferramentas de Escritório; Segurança na Internet e Inclusão Digital para discentes de cursos EJA das cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Trindade, Senador Canedo, Luziânia, Cidade Ocidental, Novo Gama e Inhumas. A iniciativa buscou aprimorar a aprendizagem e garantir o desenvolvimento integral dos sujeitos da Educação de Jovens e Adultos, contribuindo com a formação e a qualificação profissional dos estudantes da EJA.

Durante a solenidade de encerramento do Projeto, alguns alunos receberam a certificação dos cursos realizados. Uma das discentes foi Ednéia Maria Trindade, da prefeitura de Cidade Ocidental. Depois de anos sem estudar, a aluna iniciou o curso de Informática Essencial, proposto pelo Projeto e, ao receber seu certificado, destacou: “estou muito feliz com a chance de voltar a estudar depois de tanto tempo. Estou muito feliz mesmo. Minha vontade agora é continuar. Não imaginei que em um curso assim eu poderia aprender tanto”.

Ednéia Maria Trindade mostra seu certificado recebido durante a solenidade

Além do curso para alunos da EJA, foram ofertados também na terceira etapa do Projeto novos cursos para servidores da educação. Entre eles estão, os cursos sobre a plataforma Moodle, Ambientação para Educação a Distância: Conhecendo o Moodle; formação para docência; e metodologia de ensino e produção de material didático.

 

 E-book

Na solenidade de encerramento do Projeto, o professor da disciplina Metodologia de ensino e produção de material didático, Wanderley Azevedo de Brito, falou um pouco sobre o e-book que será lançado pelo Projeto: “o material conterá trabalhos de alunos do curso do Projeto Formação”, salientou.

Professor Brito na solenidade de encerramento do Projeto

Segundo o docente, “o livro é um resultado da disciplina Metodologia de ensino e produção de material didático em integração com as demais disciplinas ofertadas no curso”. O e-book está em fase de construção e, assim que for publicado, será divulgado pelo IFG. Brito, que também é diretor de Pós-Graduação do IFG, destacou o desejo de que o Projeto tenha continuidade e que, nesse processo, seja estabelecido um vínculo para ofertar cursos de pós-graduação também aos docentes participantes do Projeto.

 

Projeto Formação

Voltado ao desenvolvimento de ações para a implementação da Política de Educação de Jovens e Adultos (EJA), o Projeto foi selecionado pela Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação (MEC), a partir de uma proposta encaminhada pela Pró-Reitoria de Ensino do IFG no final do ano de 2019. Com recursos do Termo de Execução Descentralizada n. 8620 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o projeto-piloto, a partir de agosto de 2020, propôs a oferta de cursos de Formação Continuada para servidores do IFG e para professores das Redes Municipais e Estaduais de Goiás e, também, a oferta de cursos FIC integrados ao Ensino Fundamental (anos finais) e Ensino Médio para os estudantes da EJA, conforme parceria realizada com as prefeituras dos municípios de Luziânia, Senador Canedo, Novo Gama, Cidade Ocidental, Goiânia e Inhumas, por meio dos câmpus Luziânia, Senador Canedo e Inhumas e da Reitoria do IFG.

 

 

 

 

Diretoria de Comunicação Social / Reitoria.

 

Fim do conteúdo da página