Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Servidor > IFG > Últimas notícias > Divulgados dados da Plataforma Nilo Peçanha 2020 com informações do ano-base 2019
Início do conteúdo da página
Dados institucionais

Divulgados dados da Plataforma Nilo Peçanha 2020 com informações do ano-base 2019

IFG apresenta média de oferta da EJA de 13,7%. Média da Rede é de 2,2% na modalidade. Formação de professores do IFG também é destaque

Tela apresenta índices de destaque do IFG na EJA e na formação de professores
Tela apresenta índices de destaque do IFG na EJA e na formação de professores

 A Plataforma Nilo Peçanha divulga resultados 2020, ano-base 2019, das instituições que compõem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. A Plataforma é da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação. O Instituto Federal de Goiás (IFG) se destaca positivamente em alguns dos dados apresentados, em especial no item de atendimento aos percentuais de oferta de cursos estabelecidos na Lei 11.892, de 29 de dezembro de 2008, e no Decreto 5.840, de 13 de julho de 2006. No caso da Educação de Jovens e Adultos (EJA), o IFG apresenta média de oferta dos cursos dessa modalidade, em 2019, de 13,7%. Para se ter uma ideia, a média de oferta da Rede nesta modalidade é de 2,2%.

Outro ponto de destaque institucional é na formação de professores, em que o IFG apresenta índice de 22% na oferta. A maior parte das instituições da Rede apresenta média inferior a 20%, com exceção do IFG e do Instituto Federal do Ceará (IFCE), com 20,7% de oferta média na formação de professores. Para acessar os dados da oferta média da EJA e da formação de professores, é só clicar aqui. Para o reitor do IFG, professor Jerônimo Rodrigues da Silva, “a plataforma Nilo Peçanha (PNP) é uma excelente ferramenta, que reúne os dados da Rede Federal e objetiva dar transparência, através da tradução em números confiáveis das Instituições que compõem a Rede e a sua importância histórica de inclusão social.

 

Índice de Qualificação Docentes (IQD) do IFG pode ser visualizado na imagem da tela da PNP
Índice de Titulação do Corpo Docentes (ITCD) do IFG pode ser visualizado na imagem da tela da PNP

 

Servidores

O IFG também se destaca no quesito de titulação do Corpo Docente, com Índice de Titulação do Corpo Docente (ITCD) de 4,3. O índice varia de 1 a 5 (acesse aqui as informações). No caso dos TAEs (servidores técnicos) não há atribuição de índice na Plataforma, mas as informações por classe e titulação, além de outras, estão disponíveis na PNP, que permite diversos filtros na pesquisa ao item “3.1. Técnicos-administrativos por Nível, Titulação, Instituição e Unidade de Ensino”. O link de acesso às informações dos TAEs está aqui


Estudantes
A Plataforma Nilo Peçanha é um excelente instrumento para que se conheça um pouco mais do perfil dos estudantes do IFG. Pela Plataforma é possível ter acesso às informações denominadas por eles de “Classificação Racial e Renda Familiar”. Essas informações são apresentadas no item 1.5 da Plataforma. Pelos resultados publicados, conforme dados declarados, 51,82% dos estudantes do IFG são pardos; 33,44% são brancos e 12,43% são negros. O acesso a essas informações específicas pode ser feito na PNP, clicando aqui

Com relação à renda declarada, 13,33% dos estudantes do IFG possui renda familiar igual ou inferior a 0,5 salário mínimo; 21,07% dos estudantes do IFG possui renda familiar maior que 0,5 e menor ou igual a 1 salário mínimo; 24,61% aparece com renda familiar maior que 1 e igual ou menor que 1,5 salário mínimo. Já a renda familiar de 20,90% está acima de 1,5 e igual ou inferior a 2,5 salários mínimos; e 12,71% dos estudantes do IFG possui renda familiar acima de 3,5 salários mínimos.

Pelos dados da PNP 2020, podemos aferir que, do total de dados declarados e referentes aos estudantes do IFG, 59,01% dos estudantes do IFG possuem renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo.

 

Tela da PNP 2020 alguns dados do perfil dos estudantes do IFG. Dados declarados indicam que 59,01% dos estudantes possuem renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo
Tela da PNP 2020 apresenta alguns dados do perfil dos estudantes do IFG. Dados declarados indicam que 59,01% dos estudantes possuem renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo

 

A Plataforma

Esta edição da Plataforma, a PNP 2020, foi publicada ontem, quarta-feira, 17, sendo a primeira edição com aplicação internalizada na infraestrutura do Ministério da Educação. A plataforma é um ambiente virtual de coleta, validação e disseminação das estatísticas oficiais da Rede Federal e tem como objetivo reunir os dados sobre corpo docente, técnico, discente e de dados financeiros das unidades que compõem essa rede, para fins de cálculos dos indicadores de gestão monitorados pela Setec.

O Gerente de Projetos da DR/Setec, professor Weber Tavares da Silva Júnior (IFG) destaca a importância da Plataforma Nilo Peçanha: “Em primeiro lugar, a plataforma é, de acordo com a Portaria 1 de 2018, o ambiente oficial das estatísticas da Rede Federal. É interessante que, a cada ano, a plataforma fica cada vez mais robusta, considerando seu método de construção, que passa pela capacitação de uma grande rede de atores, passa pela validação de dados na ponta e pela disseminação por meio da Plataforma Nilo Peçanha. Robusta também, uma vez que mostra os excelentes dados da Rede Federal. Ano após ano é possível identificar os números de matrículas cada vez maior. Nesse ano, ultrapassamos um milhão e 20 mil matrículas em todo o país”.

De acordo com ele, também tem sido possível identificar números de evasão cada vez menores. No ano de 2019, apesar de “ainda alto o índice”, segundo Weber, ele indica que está abaixo de 16% o índice de evasão em toda a Rede Federal, sendo que cada instituição possui o seu percentual apresentado na PNP 2020. “A cada ano que passa a evasão é menor, fruto do trabalho de todos que atuam no sentido de combater a evasão e valorizar a permanência e o êxito e, fundamentalmente, a gente chega à conclusão que o custo do aluno da Rede Federal atualmente, em torno de R$ 15.700 por ano, é absolutamente razoável com os resultados que a Rede Federal entrega. Fico muito feliz em participar do esforço de publicação da Plataforma. Ela mostra a força da Rede Federal”, ressalta o gerente de Projetos (DR/Setec), professor Weber Tavares Júnior. O gestor finaliza, entusiasmado: “Na Rede Federal há, efetivamente, um investimento público que gera benefícios pra toda sociedade em mais de 650 unidades em todo o país. Por isso que nós temos motivos pra comemorar os resultados da Rede Federal”.


Navegação
O acesso à plataforma se dá por esse link (http://plataformanilopecanha.mec.gov.br/2020.html) e o usuário pode navegar pela abas. É possível estabelecer o filtro que se deseja aos dados, selecionando todas as instituições, apenas uma ou as instituições por regiões brasileiras, por exemplo. As abas que apresentam todos os itens de dados ficam posicionadas na parte superior de cada quadro principal da tela. Também é possível ver os dados em tela cheia, além da plataforma permitir o compartilhamento da tela selecionada, por meio de link específico que é gerado, ou mesmo por meio do salvamento da tela de informações desejada pelo usuário. A Plataforma é gerida por um corpo técnico de especialistas de várias áreas do conhecimento.

Acesse a PNP 2020: http://plataformanilopecanha.mec.gov.br/2020.html

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria

Notícias (Servidor)

Fim do conteúdo da página