Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Estudos e Pesquisas
Início do conteúdo da página

Estudos e Pesquisas

Criado: Quinta, 20 de Outubro de 2016, 14h49 | Última atualização em Sexta, 21 de Dezembro de 2018, 08h45

 

 O Observatório Nacional da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica - Núcleo Centro-Oeste foi criado em 2007 com o objetivo de subsidiar a elaboração de políticas públicas da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC/MEC) e o planejamento e inserção regional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. 

Assim, a SETEC/MEC definiu como projeto estratégico para atuação dos Observatórios uma metodologia de pesquisa, tendo em vista analisar a oferta de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em face das demandas sociais e da dinâmica do mercado de trabalho nas mesorregiões dos Estados das regiões em que os Núcleos se fazem presentes. Os Boletins Técnicos compuseram um conjunto de dados, indicadores e análises sobre a adequação entre as referidas oferta e demandas, subsidiando análises nacionais sobre esta adequação, assim como o impacto que as transformações no mundo do trabalho acarretam sobre as relações de poder no âmbito das instituições de ensino, empresas e organização sindical. 

Os dados foram atualizados até o ano de 2010 e esta publicação não está sendo mais atualizada pela Coordenação do Observatório do Mundo do Trabalho. 

  

 

Boletim Técnico da Mesorregião Centro Goiano

A Mesorregião Centro Goiano apresenta como subsetores de atividade econômica que mais empregam trabalhadores sob contrato formal a Administração Pública Direta e Autárquica, o Comércio Varejista, os Serviços de Alojamento, Alimentação, Reparação, Manutenção e o Comércio e Administração de Imóveis, Valores Mobiliários, Serviços Técnicos. Esses subsetores são responsáveis por aproximadamente 60% dos empregos formais da Mesorregião. Todavia, iremos analisar a evolução do perfil do trabalho (escolaridade, remuneração, gênero e faixa etária) nos subsetores que, além de terem apresentado crescimento no número de trabalhadores sob contrato formal de trabalho, estão relacionados às modalidades de ensino/cursos oferecidos pelo IFG.

Acesse o Boletim Técnico da Mesorregião Centro Goiano (.pdf 5,12 MB)

 

 

Boletim Técnico da Mesorregião Sul Goiano  

A Mesorregião Sul Goiano é composta por oitenta e dois (82) municípios, formada pelas microrregiões Sudoeste de Goiás, Vale do Rio dos Bois, Pires do Rio, Meia Ponte, Catalão e Quirinópolis. Ela possui a segunda maior representatividade econômica, o segundo maior número de habitantes e mantém a vice-liderança em relação ao número de estabelecimentos, e assim por diante. Na Mesorregião Sul Goiano, em 2005, a maior parte dos trabalhadores formalmente empregados possuía apenas o Ensino Fundamental Incompleto, sendo seguida pelos que possuíam o Ensino Médio e o Ensino Fundamental Completo. Esta Mesorregião foi a que apresentou o maior número de trabalhadores analfabetos formalmente empregados. Isto se deve ao fato de esta Mesorregião ter atraído, a partir dos anos 1970, populações do agreste nordestino e da zona da mata como trabalhadores bóia-fria empregados no corte de cana-de-açúcar e na colheita de algodão.

Acesse o Boletim Técnico da Mesorregião Sul Goiano (.pdf 2,75 MB)

 

 

Boletim Técnico da Mesorregião Leste Goiano

A Mesorregião Leste Goiano é composta por 32 municípios, formada pelas microrregiões Vão do Paranã e Entorno de Brasília. Analisando comparativamente dados diversos das duas microrregiões, percebe-se que a Microrregião Entorno de Brasília concentra em torno de 90% da população, dos empregos formais, do total de alunos matriculados na rede de ensino federal, estadual, municipal e particular da Mesorregião Leste Goiano. Esta Mesorregião apresenta como subsetores de atividade econômica que mais empregam trabalhadores sob contrato formal a Administração Pública Direta e Autárquica, em primeiro lugar; o Comércio Varejista, em segundo; a Agricultura, Silvicultura, Criação de Animais, Extrativismo Vegetal, em terceiro; os Transportes e Comunicações, em quarto; e os Serviços de Alojamento, Alimentação, Reparação, Manutenção, em quinto lugar.

 Acesse o Boletim Técnico da Mesorregião Leste Goiano (.pdf 3,08 MB)

 

 

Boletim Técnico da Mesorregião Noroeste Goiano

A presente Mesorregião possui baixa representatividade econômica e demográfica. Desse modo, é importante destacar que a Mesorregião Noroeste Goiano apresenta como subsetores de atividade econômica que mais empregam trabalhadores, com contrato formal de trabalho, a Administração Pública Direta e Autárquica; Agricultura, Silvicultura, Criação de Animais, Extrativismo Vegetal; o Comércio Varejista; a Indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico; e a Indústria Extrativa mineral. O Subsetor de Agricultura, Silvicultura, Criação de Animais e Extrativismo Mineral, apresentou participação expressiva com acentuado crescimento no período de 1985 a 2005, chegando a 25% do total de 23.501 trabalhadores formalmente contratados em 2005.

Acesse o Boletim Técnico da Mesorregião Noroeste Goiano (.pdf 2,10 MB)

  

 

Boletim Técnico da Mesorregião Norte Goiano

A Mesorregião Norte Goiano possui uma baixa representatividade econômica e demográfica. É importante salientar que a atividade econômica de maior representatividade é a de indústrias de base mineral e a construção civil. A Construção Civil ocupa grande importância na geração de empregos. Todavia, no último ano da série apresentou redução do número de trabalhadores. Dentre os 11.030 empregos formais gerados na Mesorregião Norte Goiano em 1985, 6.63% correspondeu ao Subsetor de Construção Civil, em 1990, 1995 e em 2000, essa representatividade foi ainda maior: 6,08%, 24,93% e 13,80%, respectivamente, sendo que em 1995 foi o segundo Subsetor que mais empregava. Isto se deve a construção, por volta de 1995 e 1996, da Usina Hidrelétrica Serra da Mesa. Mas esta representatividade decaiu para 2,14%, em 2005, ocupando a 9ª posição. O que diferencia esta Mesorregião do Norte Goiano e do Sul Goiano.

Acesse o Boletim Técnico da Mesorregião Norte Goiano (.pdf 2,25 MB)

 

 

Fim do conteúdo da página