• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página Inicial

Colóquio

Imprimir

“Apenas utilizar a plataforma virtual não necessariamente torna o docente tecnologicamente incluso”, afirma professora

Palestrante Ilane (à frente) faz abertura do eventoProfessora do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Ilane Cavalcante proferiu palestra de abertura no 2º Colóquio de Educação Aberta, Continuada e a Distância do IFG, na manhã de hoje, 15, no Câmpus Goiânia. Ela discorreu sobre o trabalho pedagógico e o uso das tecnologias digitais em cursos presenciais e a distância.

Atual professora de Língua Portuguesa no Câmpus EaD do IFRN, Ilane iniciou sua fala com questionamentos como: “Como lidar, como tratar a informação, o que fazer com ela para que se transforme em conhecimento? O estudante chega na sala e pergunta: por que precisamos saber, se o celular já me dá tudo?”. Ilane defende que o professor de educação a distância precisa se apropriar e se adequar às tecnologias fazendo uso correto delas, não apenas transpondo para a EaD as práticas utilizadas em sala de aula presencial. Além disso, que o professor de hoje precisa refletir que é preciso mudar dentro da sala de aula, já que “já nascemos num mundo virtual”, pondera.

A professora contextualizou a educação formal, como sendo aquela organizada, que se aprende na escola, voluntária e sistematizada; e a informal, que é a casual, indireta e involuntária; que estamos constantemente aprendendo das duas formas. Ela defende que as eras tecnológicas existem há muito tempo, “que sempre tivemos, mas que foram evoluindo. Cada tecnologia pressupõe conflitos e soluções novas dentro da educação formal, pressupõe mudanças, é preciso trabalhar a forma efetiva de como usar essas tecnologias”, diz.

Ilane afirma que é um erro ficar comparando a educação presencial com a educação a distância, “todas são educação, mas em modalidades diferentes”. Não tem como comprar o que é diferente”, afirma. De fato, alguns pontos podem ser mencionados nas duas modalidades: espaço e tempo rígidos, controle, quantidade limitada de indivíduos, conteúdos fixos (educação presencial); limites flexíveis didaticamente, limite mais amplo de indivíduos, há prazos, há material para postar, há liberdade relativa, conteúdos variados, espaço pensado na interação, no diálogo, com mais colaboração, “tudo depende do professor, do modelo de trabalho desenvolvido na Instituição”, finaliza a professora.

 

Institucionalização

 

Reitor do IFG, professor Jerônimo Rodrigues da Silva abriu oficialmente o evento dando as boas-vindas aos participantes e enfatizando que o tema em questão, a educação a distância, está desde o ano passado na pauta do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). “Aprovamos no Conselho as discussões sobre a institucionalização da EaD nas instituições da Rede Federal. Temos reunião agendada com a Capes essa semana, para tratar do assunto. E temos que ampliar o fomento para essas ações dentro das instituições para podermos ir além”, afirma.

Para o diretor de EaD da Instituição, professor Julio Vann, o Colóquio tem foco maior na EaD, mas também vai discutir questões da educação como um todo, como a educação aberta. “Temos a necessidade de pensar a institucionalização da EaD no IFG, principalmente no momento em que estamos discutindo o futuro da educação, com caminhos que levam a uma educação híbrida. A importância do evento é porque ele vem pra fechar um ciclo e também porque agora passamos a operar com diferente sistema de financiamento, com recursos do programa bolsa formação, apenas”, afirma Julio. Com isso, “estamos estudando a ampliação de cursos, temos uma demanda identificada de 2200 estudantes, nos polos onde estamos inseridos, aguardando recurso para ampliação de vagas e cursos”, finaliza o diretor. Hoje, o IFG possui 800 alunos na EaD e oferta cursos técnicos subsequentes, com duração de dois anos.

Estava presente na abertura do colóquio a pró-reitora de Ensino, Adriana Ferreira dos Reis, além de servidores dos câmpus do IFG. O evento segue com a programação até amanhã, 16. Mais informações e a programação completa podem ser acessadas no link: http://ifg.edu.br/ead/

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.