Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Aluno > IFG > Últimas notícias > Mostra de Cinema Afro amplia discussão sobre questões socioculturais
Início do conteúdo da página
Encontro de Culturas Negras

Mostra de Cinema Afro amplia discussão sobre questões socioculturais

Foram exibidos seis curtas-metragens e realizados debates sobre questões étnico-raciais

imagem sem descrição.

Ocorreu na tarde de hoje, 1, a última das quatro sessões da Mostra de Cinema Afro, realizada ontem e hoje como parte da programação do III Encontro de Culturas Negras. Com sala cheia e repleta de alunos de vários câmpus da instituição, a mostra exibiu seis curtas-metragens com fins educacionais e promoveu o debate sobre diversas questões étnico-raciais no Câmpus Uruaçu do IFG.

Os títulos exibidos na mostra foram Cores e Botas, Vista minha pele, ambas ficções de Joel Zito Araujo, o documentário Das raízes às pontas, de Flora Egécia, as ficções Pode me chamar de Nadi e Cappucino com canela, as duas de Déo Cardoso, e O dia de Jerusa, ficção de Elcimar Dias Pereira.

Os curtas-metragens foram selecionados pelas professoras Kristiane Munique, do Câmpus Uruaçu, e Ádria Borges, do Câmpus Cidade de Goiás. Cada sessão exibiu dois curtas com a mesma temática, a fim de elencar melhores discussões, segundo a professora Kristiane.

"Escolhemos uma mostra de curtas-metragens para termos tempo de assistir e, em seguida, discutir sobre os filmes", afirma Kristiane. A professora ainda aponta que "num momento de trabalhar a consciência negra, é muito importante ter esse debate".

Foram convidados a participar das discussões, os professores Gustavo Pinto e Fátima Cordeiro, do Câmpus Uruaçu, e os estudantes do curso de Cinema do Câmpus Cidade de Goiás, Victor Hugo Ferreira e Ana Luísa Reis.

De acordo com o professor Gustavo, o debate foi realizado em conjunto com o público, "não foi uma fala professoral, mas sim uma discussão com todos". Ele também evidencia a riqueza das discussões com os alunos. . "Um ponto alto do debate foi a discussão sobre cabelo, trança e como isso representa o empoderamento negro", salienta o professor.

 

Confira em nosso Facebook fotos e vídeos do Encontro de Culturas Negras

 

 

Coordenação de Comunicação Social/Câmpus Uruaçu.

 

Notícias (Aluno)

Fim do conteúdo da página