Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Servidor

Coordenação de Assistência ao Servidor da Reitoria participa de atividades na Cidade de Goiás

Criado: Quarta, 11 de Outubro de 2017, 17h48 | Última atualização em Sexta, 27 de Outubro de 2017, 11h38

A assistente social Sandra Gonçalves participou de Mostra Estadual sobre Promoção da Saúde e proferiu palestra sobre assédio moral e sexual aos servidores do câmpus

Hoje, dia 11 de outubro, a assistente social e coordenadora de assistência ao servidor (CAS- Reitoria), Sandra Lúcia Gonçalves, esteve presente no câmpus Cidade de Goiás para uma conversa com os servidores a respeito dos aspectos que configuram assédio moral e assédio sexual no ambiente organizacional. Participaram servidores técnicos administrativos do câmpus e o diretor geral Sandro Di Lima.

 

Nos dias 09 e 10, foi promovida na cidade, pelo Governo do Estado, a Mostra de Experiências significativas de Promoção da Saúde com a participação de outras instituições federais como o IF Goiano e representantes do Estado e Municípios. Sandra fez o relato de duas experiências desenvolvidas no IFG: A campanha de prevenção e combate ao assédio moral e sexual que ainda está em curso; e sobre a importância da equipe multiprofissional da CAS- Reitoria para efetivação da política de saúde aos servidores da Instituição. “Foram dois dias de muita reflexão, com vários relatos de experiência de muitos outros municípios, outras pessoas se interessaram pelo assunto, nos procuraram para dizer que não sabiam o que era o assédio moral”, relata Sandra sobre sua participação no evento.

 

Banner do Evento realizado pelo Estado que teve o IFG como parceiro

 

Sobre a Campanha de Prevenção ao Assédio Moral e Sexual

A campanha de prevenção ao Assédio Moral e Sexual do IFG foi concebida e está sendo realizada por uma Comissão multiprofissional que inclui profissionais de diferentes áreas com o intuito de discutir o assunto entre os servidores da Instituição. “Foi uma reivindicação da greve de 2015 em que os trabalhadores pediram que fossem realizadas ações nesse sentido”, explica Sandra. Após a constituição da Comissão, ocorreu um período de intenso estudo em que membros participaram de capacitações na área e produziram o material de orientação que é distribuído aos servidores. Atualmente, a Comissão está na fase de conscientização dos servidores com visitas aos câmpus para a realização de palestras. O trabalho desenvolvido pela Comissão foi premiado no Encontro Nacional de Dirigentes de Pessoal e Recursos Humanos das Instituições Federais de Ensino (ENDP 2017), realizado no mês passado.

 

O próximo passo, como explica Sandra, é reivindicar a formação de uma Comissão Permanente de Assédio Moral do IFG que se encarregue de criar e conduzir os procedimentos que devem ser seguidos nos casos concretos que ocorrem no ambiente de trabalho. “Esperamos que esse trabalho tenha continuidade e se fortaleça com a formação de uma comissão permanente que deve ser constituída brevemente com a autorização do reitor”.

 

Comunicação Social/Câmpus Cidade de Goiás

 

 

 

 

 

 

Fim do conteúdo da página