Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
SUSTENTABILIDADE

IFG Câmpus Goiânia Oeste torna-se ponto de coleta do Projeto Tampatas

Criado: Quinta, 09 de Maio de 2019, 12h24 | Última atualização em Terça, 21 de Maio de 2019, 09h50

A iniciativa consiste na doação de tampinhas plásticas que são vendidas e o dinheiro arrecadado é usado para a castração de animais

Foi instalado nessa semana um ponto de coleta de tampinhas plásticas na entrada do bloco administrativo do IFG Câmpus Goiânia Oeste. O ponto de coletas é mais um dentre os quase 100 existentes do Projeto Tampatas espalhados pela região metropolitana de Goiânia e em mais seis cidades no interior do estado de Goiás. O projeto une a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente com a responsabilidade social para arrecadar  tampinhas plásticas que são vendidas em empresas de reciclagem e cujo valor é revertido para a castração de animais de rua ou carentes.

Podem ser doados todos os tipos de tampas plásticas, como de garrafa pet; isotônico; caixa de leite; caixa de suco; requeijão; maionese; shampoo; condicionador; produtos de limpeza; medicamentos; suplementos; canetas; produtos de maquiagem; óleo de motor, entre outras.

A parceria do IFG Câmpus Goiânia Oeste com o projeto foi uma iniciativa das técnicas administrativas Patrícia Sampaio, Ludmilla Lôbo e Letícia Fernandes, com o apoio da Coordenação de Comunicação Social e a direção-geral do IFG Câmpus Goiânia Oeste.

 

Importância da castração

A castração é um único meio ético e humanitário para controle populacional de animais e a única forma a longo prazo de diminuir a quantidade de animais nas ruas, maltratados e marginalizados, que recentemente somaram 30 milhões nas ruas do nosso país.

"O número de animais é muito grande em todo o país e inclusive na nossa cidade. Sabemos que não há lares para todos os animais e a maior parte não consegue um lar, ficando pelas ruas, procriando indesejadamente, com sede, fome, sem abrigo, doentes, correndo riscos de atropelamento, maus tratos. Por isso a castração é tão importante. A castração impede a reprodução e evita doenças crônicas que poderiam atinjir esses animais, como o câncer de mama. Acreditamos que a castração permite ainda as chances da posse responsável desses animais. O projeto Tampatas proporciona isso com o dinheiro das tampinhas de plástico que seriam descartadas e que serão recicladas. A superpopulação de animais domésticos é um caso de saúde pública, a reciclagem é uma possibilidade real de diminuir os resíduos sólidos e aliar essas duas possibilidades em um processo educativo é muito interessante e formativo para todas as pessoas, especialmente para os nossos alunos ”, afirmou a técnica em assuntos educacionais, Letícia Fernandes.

Maiores informações sobre o Projeto TamPatas e a localização dos outros pontos de coleta podem ser obtidas no perfil do projeto no Instagram e no Facebook: @projetotampatas.

 

Coordenação de Comunicação Social – IFG Câmpus Goiânia Oeste

 

Fim do conteúdo da página