Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Publicação

Estudantes de Letras-Português lançam livro sobre suas relações com a literatura na infância

O livro Memórias Literárias apresenta 20 textos produzidos pelos alunos durante a disciplina Literatura Infantil e Juvenil

  • Criado: Segunda, 04 de Dezembro de 2017, 10h23
  • Última atualização em Sexta, 15 de Dezembro de 2017, 08h56
imagem sem descrição.

“Esse é um projeto que venho desenvolvendo com as turmas de primeiro período de Letras que fazem a disciplina Literatura Infantil e Juvenil. O mais interessante, ao meu ver, é que essas memórias foram reveladoras da educação no Brasil. Bibliotecas que não se abrem para as crianças e jovens, dificuldades na leitura, leitura tardia, esforço por parte de alguns professores, professores marcantes, escolas depredadas, foram temas que surgiram nessas memórias.”, esclarece a professora do IFG - Câmpus Goiânia, Micheline Lage.

Quem pode dizer que teve um livro que marcou a infância? Ou recorda de alguma história infantil, teve um lugar para se enveredar entre livros ou infortunadamente não teve acesso a muitas leituras e nem bibliotecas, a não ser por meio daquela pessoa, um contador de histórias, que marcou as primeiras experiências no universo da literatura quando criança? Esses e outros relatos sobre as relações entre infância e literatura são temas do livro Memórias Literárias, organizado pela professora do IFG – Câmpus Goiânia, Micheline Lage, com textos de autoria de 20 estudantes do curso de Letras-Português.

A publicação apresenta textos escritos pelos alunos, que narram suas memórias de infância no que tange ao contato com a literatura infantil. A obra é fruto dos trabalhos acadêmicos desenvolvidos na disciplina Literatura Infantil e Juvenil, ministrada pela professora Micheline Lage. O livro foi lançado na última sexta-feira, 1° de dezembro, durante a programação do XI Sarau da Oficina de Literatura, evento realizado na Biblioteca do Câmpus Goiânia. No evento, os autores estavam autografando e distribuindo exemplares.

Os textos elaborados na disciplina, que usualmente são postados num blog; dessa vez, devido à qualidade das publicações e à vontade da turma em divulgar suas produções, resultaram na publicação de um livro. Isso só foi possível graças à parceria estabelecida com o Grupo Educart Sistema de Ensino e à colaboração da bibliotecária do IFG – Câmpus Goiânia, Lana Cristina Dias Oliveira no projeto.


Memórias em destaque

Para o estudante de Letras – Português, Ezequiel Faleiro, a publicação do livro não foi o principal objetivo desde o início do projeto, mas marcou o aluno por ser sua primeira obra literária divulgada. Além disso, Ezequiel afirma que o trabalho proporcionou uma reflexão sobre a leitura na infância no Brasil. “Nós, como futuros professores da área de Linguagem, a gente tem uma ideia do quadro geral e o contato que os nossos futuros alunos terão com a literatura no Brasil, o que é uma situação um pouco caótica atualmente”.

Luiz Lopes Júnior, também estudante de Letras – Português e autor do texto De avô para neto – infinitas leituras, destacou que o livro trata-se de sua primeira produção artístico-literária. A obra possibilitou que ele externalizasse as experiências que teve no universo da literatura quando criança. “Quando eu era criança não havia acesso, não podíamos sequer entrar na biblioteca. Eu conto a experiência que tive quando aproveitava os momentos que a moça ia limpar a biblioteca e ia para aquele lugar ler livros. Recordar isso foi interessante, na verdade, eu tenho isso sempre na memória”, relata Luiz.

Outro aluno, Danicley Gomes, recorda que tiveram vários momentos que poderiam ter sido publicados no livro, mas teve uma obra que marcou sua infância: “A historinha da vaca voadora, que minha professora contou para mim. Cada dia ela contava um capítulo da história e me deixava muito curioso”. Já a estudante Simone Mendes da Silva, autora do texto Meu encontro com a leitura literária, revela que sua primeira experiência com a literatura foi por meio da leitura bíblica.

Visitas à biblioteca

Além da redação das memórias, o projeto desenvolvido na disciplina envolve também visitas guiadas à biblioteca do Câmpus Goiânia com estudantes do primeiro período de Letras – Português. As visitas guiadas são realizadas a partir de parceria entre a professora Micheline Lage e  a bibliotecária do IFG - Câmpus Goiânia, Lana Cristina Dias Oliveira.

O intuito com essas visitas guiadas à biblioteca da unidade é promover o letramento informacional nos alunos ingressantes no curso de Letras - Português, estimulando-os a buscarem informações referenciadas, esclarece a docente Micheline Lage. A ênfase nas visitas é conhecer as obras do acervo do Plano Nacional Biblioteca da Escola (PNBE), programa articulado pelo Ministério da Educação e que visa à distribuição de acervos de obras de literatura, de pesquisa e de referência para escolas públicas no país.

A bibliotecária Lana Oliveira conta que atualmente a biblioteca do Câmpus Goiânia possui 450 exemplares de 360 obras da literatura infantil e juvenil, que estão disponíveis para consulta da comunidade e empréstimo para servidores e alunos do IFG.

 

Parceria entre a professora Micheline Lage e a bibliotecária Lana Oliveira proporciona visitas guiadas ao acervo de obras da literatura infantil e juvenil para alunos do 1º período de Letras - Português, no Câmpus Goiânia.

 

Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia.

Fim do conteúdo da página