Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Extensão

"Raça humana é uma só", destaca professor em palestra na "I Semana da Igualdade Étnico-Racial" do IFG Câmpus Valparaíso

Criado: Quinta, 27 de Setembro de 2018, 22h59 | Última atualização em Quinta, 27 de Setembro de 2018, 23h10

Evento recebeu cerca de 200 pessoas por dia, entre membros da comunidade interna e externa

Professor Jorge durante apresentação
Professor Jorge durante apresentação

O Instituto Federal de Goiás (IFG) Câmpus Valparaíso realizou nesta quarta-feira e quinta-feira (27), a I Semana da Igualdade Étnico-Racial. Com palestras, minicursos e rodas de conversa, foi possível abordar e discutir sobre diferentes temas. A iniciativa ainda contou com a participação de professores do IFG e de outras institutições públicas como da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade Estadual de Goiás (UEG).

 

A prof.ª drº do IFG Câmpus Aparecida de Goiânia Jaqueline Vilas Boas realizou a palestra de abertura na manhã de quarta-feira, com o tema: "Igualdade Étnico-Racial: Por Quê é Tão Importante Falarmos Disso". Ainda na quarta-feira,26, o prof. dr. Jorge Adão realizou a palestra de abertura do evento no período noturno, abordando "O Racismo na Sociedade Contemporânea e suas Formas de Enfrentamento".

 

"Na realidade falar de questões raciais nos leva diretamente a questão da diversidade", explica o professor Jorge. Que destaca que as diferenças entre as pessoas existem e são muitas as suas formas, como por causa da nacionalidade, idade, peso, tamanho. "A raça humana é uma só", destaca o professor durante a exposição ao citar o resultado de pesquisa feita por cientistas da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) à respeito dos diferentes povos ao redor do mundo. Jorge ainda esclareceu a distinção entre preconceito e discriminação: "Na realidade, os preconceitos podem virar discriminação". Esta última pode se expressar de várias maneiras: evitação, rejeição e até agressão física.

 

Oficina de jogos indígenas e africanos

 

Na quinta-feira, a I Semana da Igualdade Étnico-Racial" continuou com ampla abordagem de conteúdos. Entre as opções, estava o minicurso sobre "Jogos de Matrizes Indígenas e Africanas no Ensino da Matemática" realizado pelo professor do Câmpus Valparaíso Luiz Fernando Machado. Luiz trouxe aos presentes a dinâmica do jogo Ouri, comum em território africano. A atividade pode ser montada de forma simples, no caso, para o minicurso, o professor utilizou sementes de feijão e caixas de ovo. O jogo tem como objetivo a captura de mais sementes que o adversário, observando as regras de movimento do tabuleiro construído.

 


Sobre a importância da I Semana da Igualdade Étnico-racial, a coordenadora do evento, a professora Ana Elizabete Machado, explica: " A gente refletir sobre uma das grandes questões do país, que é o racismo e a diferença entre as pessoas". Ainda sobre o objetivo, destaca: "Provocar mudanças através do conhecimento da nossa diversidade".

 

Veja as fotos deste evento em: https://www.facebook.com/ifgvalparaiso/

 

 

Coordenação de Comunicação Social/ Câmpus Valparaíso

Fim do conteúdo da página