Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Servidor > IFG > Últimas notícias > Projeto Formação EJA seleciona colaboradores internos
Início do conteúdo da página
Ensino

Projeto Formação EJA seleciona colaboradores internos

Servidores efetivos de várias áreas do IFG podem participar do processo seletivo

imagem sem descrição.

Coordenador pedagógico; professores formadores; técnico em TI; psicólogo; pedagogo; assistente social. Essas são algumas das áreas que estão presentes nos processos seletivos promovidos pelo Instituto Federal de Goiás (IFG) para o Projeto Formação EJA, um projeto de formação inicial e continuada integrada ao ensino fundamental na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) das Redes Municipais de Ensino de Goiás. As inscrições para a seleção de colaboradores internos que irão participar do Projeto, conduzido pela Pró-Reitoria de Ensino (PROEN), estão abertas e podem ser feitas eletronicamente. Além das vagas para os colaboradores internos, outro edital do mesmo Projeto é dedicado a uma seleção que visa formar banca examinadora.

Para participar dos processos seletivos, que serão feitos por meio de análise curricular, é preciso que o candidato seja servidor efetivo do IFG, atenda à formação mínima exigida em cada um dos editais, tenha disponibilidade de tempo para atuar na função e não acumule outras bolsas de projetos de fomento próprio da Instituição. Cada função possui uma carga horária e, para todas elas, os candidatos interessados em concorrer a uma das vagas devem reunir e postar todos os arquivos solicitados nos editais específicos de suas áreas em formato PDF.

 

Coordenador Pedagógico

Para concorrer à vaga na coordenação pedagógica do Projeto, o interessado precisa, de acordo com o edital, ter disponibilidade, em média, de oito horas semanais, para atuar na função. Serão ofertadas três vagas.

São requisitos para os interessados: formação em Licenciatura em Pedagogia e Mestrado na área de Educação. Os candidatos (docente ou técnico-administrativo) ainda precisam ter experiência mínima de um ano no magistério na Modalidade EJA ou no atendimento aos estudantes da EJA. Além disso, é preciso que o interessado tenha atuado como professor/formador de cursos e como coordenador pedagógico e/ou gestor. No que diz respeito à remuneração, por 8 horas semanais, o coordenador receberá uma bolsa no valor de 600 reais. Mais informações sobre as atribuições da função podem ser acessadas aqui.

 

Equipe Multiprofissional: Psicólogo, Pedagogo e Assistente Social

O edital que dispõe a respeito da equipe multiprofissional prevê a seleção para psicólogo, pedagogo e assistente social, por meio de análise curricular. Todas as funções requerem, além da graduação na área selecionada (Psicologia, Licenciatura em Pedagogia, Assistência Social, respectivamente), especialização na área de Educação; experiência mínima de um ano na Coordenação de Assistência Estudantil (CAE), Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE) ou na Coordenação de Apoio ao Discente (CAPD). Todas as funções demandam 20 horas semanais de atividades. Será selecionado um profissional de cada área e haverá também formação de lista de cadastro de reserva. A remuneração da bolsa será de 1.500 reais. Outras informações sobre a seleção podem ser obtidas diretamente no edital.

 

Técnico de TI

Além da equipe multiprofissional, o Projeto Formação EJA selecionará um servidor técnico-administrativo da área de TI. Para participar da seleção, o interessado precisa, além de ser servidor técnico-administrativo do IFG, ter graduação em uma dessas áreas: Ciência da Computação, Sistemas de Informação, Licenciatura em Computação ou áreas correlatas. É preciso também ter experiência mínima de um ano em gerenciamento técnico e tecnológico em cursos em EaD na Plataforma Moodle; experiência mínima de um ano como professor/instrutor e/ou tutor de cursos a distância utilizando a Plataforma Moodle. A bolsa para o técnico da área de TI é de 1.500 reais, e o servidor precisa, segundo o edital, ter disponibilidade de 20 horas semanais para atuar na função. Mais informações a respeito das atribuições podem ser conferidas no edital.

 

Professor Formador

O Projeto Formação EJA também irá promover a seleção de servidores docentes ou técnico-administrativos que irão atuar em um curso de formação para professores da EJA. Para participar desse processo seletivo que também será feito por meio de análise curricular, o candidato interessado deve ter disponibilidade em média de oito horas semanais para atuar na função. O professor formador selecionado receberá uma bolsa no valor de R$ 1.200,00. Outras informações sobre a seleção podem ser acessadas no edital.

É importante destacar que o pagamento das bolsas do Projeto Formação EJA é de responsabilidade exclusiva da Fundação de Apoio e Pesquisa (FUNAPE).

 

Banca Examinadora

A seleção da banca examinadora do Projeto Formação EJA será feita por meio de análise curricular. Para participar desta seleção, minimamente, o candidato, que deve ser servidor do quadro ativo permanente do IFG (técnico-administrativo ou docente), precisa comprovar ter feito curso de licenciatura. O interessado não poderá estar afastado ou gozando qualquer tipo de licença. Além disso, o servidor precisa ter disponibilidade de participar de reuniões e deve possuir currículo atualizado na Plataforma Lattes.

A banca será responsável por analisar a titulação dos candidatos, qualificação e experiência profissional, bem como sua documentação, nas distintas funções do Projeto Formação EJA, além de avaliar os recursos apresentados pelos candidatos. A gratificação devida ao servidor será efetuada exclusivamente por meio de encargos de curso ou concurso, de acordo com a Portaria Normativa IFG nº 10, de 10 de junho de 2019, que especifica a gratificação no âmbito do IFG. Para saber mais sobre este processo seletivo, acesse aqui o edital e o link de inscrição.

           

Inscrições e Resultados

As inscrições para participar das seleções são gratuitas e devem ser feitas somente via internet. Os candidatos devem preencher os requerimentos e realizar o upload dos documentos solicitados nos editais. Para os interessados em compor a banca examinadora, o prazo final das inscrições encerra-se no dia 16 de julho. Já as inscrições para os demais colaboradores seguem até o dia 29 de julho.

Todos os candidatos dos processos seletivos do Projeto Formação EJA precisam estar atentos ao que foi estabelecido nos editais próprios de cada uma das seleções. O resultado final da seleção da banca examinadora será publicado no site do IFG no dia 23 de julho. As demais seleções terão seus resultados divulgados no dia 7 de agosto. Mais detalhes podem ser consultados nos editais.

Dúvidas e pedidos de informações poderão ser encaminhados para o e-mail: projetoeja2020.proen@ifg.edu.br 

 

Acesse os editais:

Coordenador pedagógico

Professores formadores

Servidor da área de TI

Equipe multiprofissional (Psicólogo; Pedagogo; Assistente Social)

Banca examinadora

 

Faça a sua inscrição:

 

 

Diretoria de Comunicação Social/ Reitoria.

Notícias (Servidor)

Fim do conteúdo da página