Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > 30 ex-detentos vão estudar e se capacitar para o trabalho no IFG
Início do conteúdo da página
Projeto Alvorada

30 ex-detentos vão estudar e se capacitar para o trabalho no IFG

Selecionados devem participar de reunião às 14 horas do próximo dia 9, no Câmpus Goiânia Oeste

  • Criado: Segunda, 29 de Abril de 2019, 15h17
  • Última atualização em Sábado, 18 de Maio de 2019, 00h21
imagem sem descrição.

O Instituto Federal de Goiás (IFG), em parceria com a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária e a Defensoria Pública, divulgou o resultado da seleção de candidatos para participação no Projeto Alvorada: inclusão social e produtiva de pessoas egressas do sistema prisional. O projeto beneficiará 30 ex-detentos que, durante cinco meses, vão estudar e se capacitar para o trabalho e, durante sete meses, serão acompanhados na busca do emprego ou em uma atividade empreendedora.

Os 30 selecionados e convocados para matrícula e também mais dez candidatos classificados para a lista de espera devem comparecer a uma reunião agendada para o próximo dia 9 de maio, às 14 horas, no Câmpus Goiânia Oeste. Nesta reunião, eles vão ser informados dos critérios utilizados na seleção, receberão informações sobre as matrículas, os cursos e sobre o próprio IFG.

Pessoal

Também foi divulgado o resultado da seleção dos bolsistas que atuarão no Projeto Alvorada. Foram selecionados servidores do IFG para apoio técnico e docência, sendo um extensionista psicossocial, cinco tutores e sete docentes. Todos serão convocados, via e-mail, para reuniões de alinhamento metodológico e informações sobre a execução do curso.

O IFG foi a instituição de ensino do Estado que se credenciou para executar o Projeto Alvorada, uma iniciativa de capacitação e ressocialização de egressos do sistema prisional, financiada pelo Departamento Penitenciário Nacional, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O projeto conta com a parceria da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária e da Defensoria Pública. A Funape, fundação ligada à Universidade Federal de Goiás, é a responsável pela execução orçamentária e pelo apoio contábil e jurídico ao projeto.

O Projeto Alvorada tem gestão da Pró-Retoria de Extensão e será executado pelo Câmpus Goiânia Oeste, em parceria com o Câmpus Goiânia, para as aulas práticas. O coordenador de Extensão, professor Emmanuel Victor Hugo Moraes, é o gestor e o professor Leonardo Martins da Silva, do Câmpus Goiânia Oeste, é o coordenador.

Foram destinados ao projeto, em Goiás, cerca de R$ 660 mil, oriundos do Fundo Penitenciário Nacional. Eles serão aplicados no pagamento das bolsas aos egressos do sistema prisional e das bolsas aos professores e tutores.

 

Confira a lista dos selecionados para o Projeto Alvorada.

Veja o resultado da seleção de pessoal para atuar no projeto.

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

Fim do conteúdo da página