Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Institutos Federais de todo País comemoram nove anos nesta sexta-feira, 29
Início do conteúdo da página
Aniversário

Institutos Federais de todo País comemoram nove anos nesta sexta-feira, 29

O Instituto Federal de Goiás é centenário e há nove anos, em dezembro de 2008, se transformou de Cefet-GO para IFG 

  • Criado: Sexta, 29 de Dezembro de 2017, 09h30
  • Última atualização em Sexta, 26 de Janeiro de 2018, 16h08

“Estudar abriu meus horizontes. Sinto que posso conseguir tudo o que eu quiser”, declara Fabíola Silva, 47 anos, travesti formada em Pinturas de Obras Imobiliárias pelo Instituto Federal de Alagoas (Ifal). Ela é uma das muitas pessoas que tiveram a vida transformada após a constituição dos 38 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Distribuídos em todas as unidades da federação, os IFs comemoram nesta sexta-feira, 29 de dezembro, nove anos de existência e a transformação social de jovens e adultos de diferentes situações socioeconômicas do País.

Com forte potencial inclusivo, as instituições atendem mais de 800.000 alunos, seja da capital ou do interior. Cerca de 60.000 servidores (docentes e técnico-administrativos) trabalham nos 581 campi para ofertar uma educação pública, gratuita e de excelência. Do ensino básico à pós-graduação, os Institutos Federais também desenvolvem projetos de pesquisa aplicada e de extensão tecnológica em equilíbrio com as demandas dos arranjos produtivos locais.

A educação inclusiva e livre de preconceitos confirma o modelo de ensino inovador e diferenciado ofertado pelas instituições. Para o professor Dalmir Pacheco de Souza, coordenador do Núcleo de Tecnologia Assistiva (Apoema), do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), os IFs oferecem circunstâncias para a pessoa com deficiência e/ou de um grupo minoritário alcançar uma vida independente e de qualidade.

“Pessoas de uma classe social menos favorecida podem ser capacitadas em cursos que irão incluí-las socialmente”, explica o docente.

Além de educar profissionais éticos e qualificados para o mercado de trabalho, os Institutos Federais formam cidadãos do mundo. As parcerias com mais de 30 países possibilitam que estudantes e servidores tenham a oportunidade de conhecer várias nações e culturas, através da mobilidade acadêmica e do compartilhamento de conhecimento e boas práticas.

Histórico – Os Institutos Federais foram criados pela Lei nº 11.892, de dezembro de 2008, pelo Ministério da Educação (MEC). Atualmente, são 644 campi, cerca de um milhão de estudantes matriculados e 70 mil servidores compõem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.

Selo comemorativo – De iniciativa do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), foi realizado, em novembro, concurso para a escolha do selo comemorativo de 10 anos de criação dos Institutos Federais. Ao todo, 18 instituições apresentaram propostas, sendo o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) o vencedor. A marca deve compor todas as peças institucionais impressas e digitais de hoje até o dia 29 de dezembro de 2018.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Conif.

Fim do conteúdo da página