Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Câmpus Luziânia tem representante em evento da Embaixada dos Estados Unidos
Início do conteúdo da página
participação

Câmpus Luziânia tem representante em evento da Embaixada dos Estados Unidos

Criado: Sexta, 22 de Fevereiro de 2019, 16h08 | Última atualização em Sexta, 29 de Março de 2019, 11h15
Professores dos institutos federais que participaram do evento. O professor Wendell Geraldes é o primeiro à esquerda.
Professores dos institutos federais que participaram do evento. O professor Wendell Geraldes é o primeiro à esquerda.

A segunda edição do STEM TechCamp BRASIL, realizado em São Paulo, contou com a participação do professor Wendell Bento Geraldes, da área de informática do Câmpus Luziânia. O  evento é uma iniciativa da Embaixada dos EUA no Brasil em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) e do Grupo +Unidos.

No total, 60 professores e gestores de secretarias de educação de todos os estados brasileiros participaram do evento, uma iniciativa da embaixada americana voltada à aprendizagem ativa de STEM (sigla em inglês cujas atividades interdisciplinares envolvem as áreas de conhecimentos de ciências, tecnologia, engenharia e matemática) e com programação que abordou diversas palestras, conversas e painéis voltados ao tema Inovação em Educação.

Ao longo do ano, os selecionados terão acesso à plataforma de comunicação da Rede STEM TechCamp BRASIL para troca de experiências entre os participantes e suporte à distância com especialistas e profissionais da Embaixada dos EUA, do LSI-TEC, da POLI-USP e do Grupo +Unidos, que reúne diversos profissionais de empresas americanas estabelecidas no Brasil.

O encontro, que ocorreu de 11 a 15 de fevereiro, contou com atividades de sensibilização e formação para desenvolvimento de planejamento estratégico para políticas e ações voltadas a fomentar a aprendizagem ativa de STEM nas escolas públicas. “Achei o evento essencial para a educação do século 21. Ele nos trouxe novas metodologias de ensino que proporcionam interdisciplinaridade e a busca da aprendizagem ativa e criativa”, afirmou o professor Wendell Geraldes.

 

Coordenação de Comunicação Social / Câmpus Luziânia, com informações da PUC-GO.

Foto: professor Wendell Geraldes

Fim do conteúdo da página