Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Estudantes desenvolvem site para projeto solidário
Início do conteúdo da página
ensino

Estudantes desenvolvem site para projeto solidário

Criado: Segunda, 23 de Outubro de 2017, 12h11 | Última atualização em Segunda, 13 de Novembro de 2017, 08h10

A página eletrônica visa contribuir com o projeto Cadeira Solidária, de São Paulo

Entusiasmo e espírito solidário motivaram os alunos do segundo ano do curso técnico integrado em Informática para Internet do Câmpus Luziânia para a criação da página cadeirasolidaria.org. Eles trabalham neste semestre com a elaboração de um site para o projeto Cadeira Solidária, de São Paulo, que empresta cadeiras de rodas para pessoas que necessitam. O trabalho é desenvolvido nas aulas de Sistemas e Gerenciamento de Conteúdo, disciplina ministrada pelo professor Luiz Loja, coordenador dos cursos superiores da área de informática do câmpus.

O professor coordenador dos trabalhos explicou que já conhecia o projeto Cadeira Solidária e percebeu que era necessário criar um site para que o projeto pudesse se expandir. Foi aí que ele propôs aos estudantes que fizessem o trabalho, como processo avaliativo, utilizando os conhecimentos que tiveram durante as aulas e desenvolvessem um site para o projeto. A turma foi dividida em quatro grupos e então obtiveram quatro propostas de site para o Cadeira Solidária, com o gerenciador de conteúdo Joomla.

“Eu estava passando essa matéria para os alunos e achei interessante que eles também tivessem essa noção de auxiliar algum projeto social. É bom espalhar essa corrente de amor entre as pessoas. Os estudantes se dedicaram muito e criaram um site de forma profissional, conseguindo alcançar os objetivos propostos na disciplina. O Cadeira Solidária, agora, tem um espaço a mais na internet”, afirmou o professor Luiz Loja.

O professor explicou também que uma das atividades no desenvolvimento do trabalho era fazer um tutorial em vídeo, com orientações para o gestor do projeto sobre como alimentar o site.

 

Produção

O processo de criação se deu inicialmente com contato com o gestor do projeto, Douglas Fabris, para verificar o que era necessário constar no site e, em seguida, verificação das informações importantes na página do facebook. Cada um dos quatro grupos fez sua proposta de site e enviaram para o Douglas, que elegeu uma das propostas como a que mais se adequa às suas necessidades. Após essa escolha, o professor Luiz Loja e os  estudantes integraram as outras funcionalidades das outras páginas apresentadas no site principal (cadeirasolidaria.org).

“Foi muito bacana realizar esse trabalho, primeiramente por poder conhecer o projeto Cadeira Solidária. Ficamos muito gratos por desenvolver um site para o projeto, pois além de desenvolvê-lo, nós tivemos que entregá-lo já com conteúdo, pois o Douglas teria muita dificuldade de portar todo o conteúdo que ele já tinha na página do facebook para o site. Pensamos em todos os recursos que ele poderia utilizar para otimizar o projeto dele”, afirmou a estudante Júllia Cotrim.

A aluna reconhece que aprendeu muito com a realização do trabalho. “Na prática, além de nós convivermos com o conteúdo aplicado, convivemos também com as adversidades, pois na execução da teoria muita coisa dá errado no percurso. Aprendemos a lidar com isso, a conseguir corrigir, pois as vezes nem tudo que nós idealizamos é o que o outro necessita”, completou Júllia.

Os estudantes destacaram no trabalho desenvolvido a questão da acessibilidade com a inserção no site do tradutor de todo o conteúdo para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). “É só clicar no ícone de uma orelha, na lateral direita do site, e selecionar o texto desejado”, disse o aluno Paulo Morais.

Outro ponto destacado foi a criação de formulários e a função de doação online. “O formulário em si é uma forma melhor de institucionalizar tudo o que o projeto faz. Antes tudo era feito via redes sociais, agora, os pedidos, informações e comentários são feitos por formulários no site, reunindo tudo em lugar só. Pensamos também em poder fazer doações pelo site. Criamos a aba doação e os interessados podem doar valores online por meio do PagSeguro”, afirmou.

 

Acesse o site cadeirasolidaria.org e veja o resultado dos trabalhos.

 

 

 

Coordenação de Comunicação Social / Câmpus Luziânia.

Fim do conteúdo da página